RESENHA: Simples Perfeição - Abbi Glines



Em mais uma aventura do segundo casal mais quente de ‘Rosemary Beach’ conhecemos um pouco mais a fundo o amor entre Della e Woods. Ele, herdeiro do Country Club mais famoso da cidade. Nunca tinha conhecido o amor verdadeiro e tudo o que ambicionava eram bens materiais que lhe trariam poder. Ela, uma moça inocente que cresceu dentro de uma casa obscura, sendo cativa de sua própria mãe, com síndrome de perseguição e que ainda acreditava que o irmão morto de Della, vivia. Juntos, eles não combinavam em nada. Porém, o amor e atração que sentiam um pelo outro os provou que sim, o amor é algo real e que pode ser vivido de forma intensamente arriscada. Abbi Glines nos presenteia com mais um de seus romances para jovens adultos, que não poupam cenas quentes e dramas profundos.


Agora que Della e Woods finalmente estão juntos, a única coisa que parece ser capaz de separá-los, são os pesadelos e passado de Della. Noite após noite, ela dorme com medo, de não ser boa o suficiente para Woods. De não ser apta a se tornar uma mãe de família tão boa quanto Blaire se tornou para Rush. De seus filhos herdarem a loucura que sempre cercou sua família. De não conseguir. Woods está mais do que disposto a mostrar para Della que não irá sair de seu lado, por nada. Porém, tudo o que Della pensa, é que ele merece alguém melhor. Alguém normal, ao menos. E em meio à tudo isso, ainda há as crises da mãe de Woods, que discorda totalmente do relacionamento do filho com uma moça pobre ao invés de se casar – como o planejado – com Angelina. Que na minha opinião, deveria ser melhor amiga de Nan, de acordo com o grau de ‘irritabilidade’. Ela e Nan estão no páreo no quesito maldade.


A história toda acaba gerando um grande desentendido, já que na cabeça de Della, todos a consideram maluca e ela acaba por deixar Woods em um gesto impulsivo. No entanto, Della acaba descobrindo – confesso que um pouco tarde demais – algo que mudaria para sempre, os seus motivos para sentir medo. Tornando-a mais normal que nunca. Tudo o que ela sempre quis ser, aliás.
‘Simples Perfeição’ é ‘legalzinho’ para quem já acompanha o trabalho da Abbi Glines, mas na minha opinião, faltou um pouco mais de ‘ação’, de ‘atitude’ por parte dos protagonistas. A química entre eles é evidente, mas ainda sim senti falta de alguma coisa que eu não sei bem explicar o que é... Talvez um pouquinho de dificuldade, ou de desconfiança, pois achei um pouco forçado eles se amarem tanto, sem nem terem se conhecido direito.
 O livro teria sido bem ‘mais ou menos’, não fosse o desfecho com relação à um personagem que eu considerava muito. Pois é, a Abbi me deixou totalmente chocada e triste, mas valeu a pena. Foi algo que deixou uma ponta – aliás duas – bem grande para o caminhar de um outro livro.


“Se eu pudesse simplesmente melhorar e parar de ter pesadelos... Se eu conseguisse esquecer o meu passado e seguir em frente... Se o medo de que eu pudesse enlouquecer não me assombrasse todos os dias... Então talvez eu conseguisse ajuda-lo, talvez eu pudesse ser um apoio para Woods.”
Página 28

"- Onde está o Woods? – perguntou ela.
- Ele teve um problema com a equipe e está cuidando disso. – Angelina parecia irritada.
- Ele tem tantas coisas para resolver e você só piora tudo com esse jeito indefeso e ferrado. Por quanto tempo acha que ele vai querer ficar com você? O que vai acontecer quando a loucura dos seus genes assumir o controle? Você vai ser internada. Eu sei que ele não quer ter filhos com você. Deve estar com medo de que as crianças fiquem loucas como a mãe. Imagina a decepção dele.”
Página 29

Então é isso, espero que vocês tenham gostado! Quem já leu, diz ai nos comentários no que concorda e no que discorda e se você ainda não leu, fica a dica. Super beijos :*


1 comentários:

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.