RESENHA: Atraído - Emma Chase



E cá estou eu de volta, trazendo mais uma super resenha para vocês, desta vez, de uma colunista convidada que tem um talento imenso para escrever textos claros, objetivos e atrativos, a Lucila! Ela trouxe a crítica do livro Atraído, da querida editora Universo dos Livros. Espero que assim como eu, vocês gostem e não se esqueçam de participar do Top Comentarista, que o dia de vocês renda muitas risadas e explosões de bom humor! <3


Drew Evans venceu na vida. Charmoso e arrogante, ele fecha negócios milionários e seduz as mulheres mais lindas de Nova York apenas com seu sorriso. Seus amigos são leais e sua família o apoia. Então porque ele está trancado em seu apartamento há sete dias, terrivelmente deprimido? Ele dirá que está gripado, mas isso obviamente não é verdade. Katherine Brooks é uma mulher linda, inteligente e ambiciosa, que não deixa nada nem ninguém distraí-la de sua busca pelo sucesso. Ela foi contratada pela empresa de investimentos do pai de Drew, o que vira a vida do rapaz de cabeça para baixo: a competição com ela o estressa, sua atração por ela o distrai e suas investidas fracassadas o frustram. Logo quando Drew achava estar próximo de ter tudo aquilo que queria, seu excesso de confiança põe tudo a perder. Será que ele conseguirá enfrentar os contratempos e vencer o verdadeiro desafio de sua vida: o amor? 





Em um primeiro momento você pensa, “Ah, mais um Cinquenta tons...”, mas não julgue um livro pela capa. O livro tem sim seus toques picantes, mas nada comparado e o mais diferente de tudo: É narrado por um homem. Me interessei pelo livro justamente pela narração diferente dele, não seria mais aquela protagonista feminina e insegura e sim um homem bem sucedido e charmoso.
O livro nos conta a vida de Drew Evans, um bem sucedido homem de negócios (como o Richard Gere em “Uma Linda mulher”) que trabalha na empresa da família e que vive cercado de lindas mulheres, mas como ele mesmo diz “não anda na montanha russa duas vezes” (p.15), mas para tudo se tem uma exceção.
Em uma dessas noitadas ele conhece Katherine Brooks, ela está comemorando seu novo emprego. Ele, é claro, não consegue nada com ela, pois ela tem um noivo. No dia seguinte, adivinhem onde é o novo emprego dela? Na empresa de Drew. A partir daí ele começa a vê-la como uma concorrente, e passa a competir com ela. Mas em um trabalho que realizam juntos acabam se aproximam e brigando muito.


- Cala a boca, Andrew.
Depois suspira
- O que vamos fazer agora?
- Bem, você podia fazer o que é certo e desaparecer. (p.60)


No decorrer do livro ela termina seu noivado (Surpreeeesa!!! #sqn), então o óbvio acontece, é aí que vemos as cenas quentes. Porém por uma interpretação de acontecimentos de forma errada, o Drew pisa na bola e depois fica correndo atrás dela. Ele faz de tudo para reconquistá-la, só não vou contar o quê pois já seria spoiler demais.
Um ponto super positivo do livro é a sobrinha do Drew: Mackenzie. Ela é uma fofa e ele é totalmente apaixonado por ela. Ela é a responsável por algumas das tiradas cômicas do livro.


- Não acho que o tio Mathew possa ir mamãe. Ele tem estado muito ocupado sendo castrado. O que é castrado papai? (p.107)


A leitura do livro é fácil e ele não é muito longo. Tem um toque machista, pela sua narração, mas acaba sendo engraçado. Temos muitos palavrões, se prepare. Tantos que a irmã de Drew, que ele chama “carinhosamente” de A Vaca, criou a jarra do palavrão por causa da Mackenzie, onde a cada palavrão dito por algum membro da família se coloca um dólar. A história é bem simples e direta. Apesar de apelar para o óbvio, o livro é ótimo e uma boa diversão. Garante risadas, suspiros e claro, uma vontade de matar o Drew.



Lucila tem 28 anos é formada em Relações Públicas e é pós-graduanda em Administração pela FGV. Trabalha com eventos no Sistema de Ensino Poliedro e ama o que faz. É geminiana e gosta de falar bastante. Ama um filme, seja em casa ou no cinema. E devora um livro num final de semana.






=> Este post está participando do Top Comentarista de Janeiro, clique para preencher o formulário.



1 comentários:

  1. Oii Lu :D

    Essa capa me mata *-* Nem me importaria de ser parecido com cinquenta tons, eu adorei cada resenha que vi dos livros até agora, e confesso que saber que é narrado por um protagonista masculino só me atiça pela leitura!
    Palavrões vindo de um homem não me assuta tanto, mas acho que dá uma atrapalhada na leitura por falta de costume .. Enfim, adorei a resenha,e se já era curiosa pra ler agora só aumentou, rs!
    Bjs

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.