RESENHA: Colin Fisher - Ashley Edward Miller e Zack Stentz



Boooa tarde, venho trazer mais uma super resenha do Luan! Não se esqueçam de deixar nos comentários o que acharam e de dar aquela conferida nos posts que foram ao ar nos últimos dias. Beijinhos! :*

COLIN FISHER – ASHLEY EDWARD MILLER E ZACK STENTZ

Resolvendo o crime. Uma expressão facial por vez. O ano letivo de Colin Fischer acabou de começar. Ele tem cartões de memorização com expressões faciais legendadas, um desconcertante conhecimento sobre genética e cinema clássico e um caderno surrado e cheio de orelhas, que usa para registrar suas experiências com a MUITO INTERESSANTE população local. Quando um revólver dispara na cantina, interrompendo a festinha de aniversário de uma das garotas, Colin é o único que pode investigar o caso. Está em suas mãos provar que não foi Wayne Connelly, justamente aquele que mais o atormenta, que trouxe a arma para a escola. Afinal de contas, a arma estava suja de glacê, e Wayne não estava com os dedos sujos de glacê…








Bom, primeiramente quero dizer que eu estava muito curioso para ler este livro e talvez eu tenha ido com muita sede ao pote, já que a leitura não foi ruim, mas eu esperava bem mais dele. Foi uma leitura agradável, mas não superou minhas expectativas.
A história é narrada em 3° pessoa, tendo algumas partes que Colin narra, o que não interfere na história em si. Colin tem um tipo de autismo (Síndrome de Asperger), e com isso tem alguns hábitos que para alguns não é bem visto, o que levam a chama-lo de "Retardado", coisa que passa longe de Colin, já que seu QI é mega alto e sua memória é muito boa.

"A Sra. Fischer não costumava discutir, e seus olhos de repente semicerrados e desconfiados indicavam que não estava com disposição para aceitar essa provocação no momento. Certa vez, Colin mencionara a Marie que essa expressão que a mãe costumava exibir, e ela concordara que não correspondia perfeitamente a nenhuma das que ele desenhara em sua folha de anotações. Eles decidiram apelidá-la de CARA DA MAMÃE. O apelido pegara." Pág. 76/77

Colin Fischer é um garoto de 14 anos, diagnosticado com a Síndrome de Asperger. Ele tem certos hábitos que para muitos são anormais, como: Dificuldade de interação social, de se expressar e saber a expressão dos outros. Ele não gosta que as pessoas o toquem e não gosta de muito barulho.
Colin observa tudo e à todos, e para saber a expressão de cada um, ele pesquisa em seu caderno, onde desenhou vários rostos com uma legenda embaixo (Como na capa do livro), e nesse caderno ele escreve tudo que acha relevante. Colin presencia um crime em sua escola e "cabe" a ele descobrir o verdadeiro criminoso.

"Eu pensava que as pessoas fazem isso porque são ruins em matemática, mas a verdade é porque são jogadores. Deixam passar boas oportunidades que estão bem na sua frente em troca de outras imaginadas melhores e que quase nunca se materializam. É por isso que confio na matemática e não nas pessoas. A matemática produz melhores decisões Pág. 103."

Achei Colin muito impassível e isso talvez tenha me desagradado um pouco, sendo essa impassibilidade uma característica de seu autismo, que me agradou muito. Uma característica do livro que gostei muito foi que em cada capítulo, no início para ser mais exato, explicava um certo assunto e isso me agradou, já que foi uma leitura agradável e que aumentou meus conhecimentos.
Os personagens foram bem construídos e um deles foi a Melissa, essa sem dúvida foi a personagem que mais gostei do livro. Os cenários foram bem desenvolvidos e de fácil imaginação. A capa é linda, uma das coisas que me chamou a atenção e me deixou muito curioso. A diagramação está perfeita, tendo em cada início de capítulo uma carinha e seu número. Revisão impecável. Lindo!

Luan Jonathan
17 anos, carioca de corpo e alma.
Descobriu na leitura a magia de ser infiltra em mundos diferentes, tendo a oportunidade de conhecer lugares com uma beleza incomum, adorador de músicas, filmes e games... Dono de um blog, e novato no mundo da escrita









=> Este post está participando do Top Comentarista de Novembro/Dezembro, clique para preencher o formulário.

2 comentários:

  1. Adorei a resenha!!!! Super objetiva!!!

    Eu curti o livro. Dei risada com as coisas que ele fazia.

    Parabéns!!!!

    Bjkssssss

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii Luan!

    Li o livro para um trabalho de literatura, a até achei interessante conhecer mais sobre a Síndrome de Asperger, era uma doença que eu nem se quer tinha ouvido falar .. Mas confesso que cheguei no meio do livro sem nem entender porque continuava a insistir na leitura ! Sinceramente, é um tema maravilhoso, mas a história deixou a desejar ..
    Ah, amo essa capa, até que ela combina com a história!
    Beijos ;*

    "Promo de natal"

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.