MOVIES FOR FUN: O melhor de mim - Nicholas Sparks


Eiii gente, olha eu aqui outra vez...  Agora para falar do filme baseado no livro do Nicholas Sparks, O melhor de mim! Nesta última sexta 24/10 Drunk Culture foi convidado pela Imagem Filmes e a Editora Arqueiro para participar da Cabine de Imprensa do filme, que só terá a estreia no dia 30/10:



Foi maravilhoso poder representar o blog na Cabine de Imprensa aqui em São Paulo, e conhecer algumas meninas de outros blogs que também marcaram presença no evento.



Bom mas vamos as minhas impressões? Junto com o convite vieram as recomendações de levar nossos lencinhos, e a inexperiente aqui vai como? Maquiada e sem nenhum lenço na bolsa, resultado? Make borrada, olhos vermelhos, coração dilacerado!  Confesso, ainda não tinha lido o livro, mas conhecendo o Nicholas (olha a intimidade) como conheço, já fui preparada, pelo menos assim eu achava. E aos primeiros minutos do filme já tinha percebido que eu não estava nem de perto preparada.  Em geral, não me julguem, eu sempre acabo preferindo o filme ao livro, mas isso só acontece com o Nicholas Sparks... vai entender porque! rsrs  Se vc ainda não viu ou leu nada a respeito do livro/filme então segue o trailer: 






Sinopse: Adolescentes, Amanda (Liana Liberato) e Dawson (Luke Bracey) se apaixonam. O pai da garota não aprova o relacionamento e, com o passar do tempo, os jovens acabam se afastando e tomando rumos diferentes.  Duas décadas mais tarde um funeral faz com que os dois (neste ponto interpretados por Michelle Monaghan e James Marsden) voltem à cidade natal e se reencontrem. É o momento de ver se os sentimentos persistem e avaliar as decisões que tomaram na vida.  Bom como em todo livro/filme do Nicholas, esse me fez repensar quais são as prioridades da minha vida? Amor? Família? Amigos? Sucesso? Dinheiro? O que anda regendo a minha vida? Qual a importância que ando dando a cada coisa em minha vida? Nicholas tem esse poder de nos fazer enxergar onde estamos errando, e quais seriam nossas atitudes diante da suposição de perder o grande amor, um grande amigo, um ente querido, perder aqueles os quais nos estruturam no dia a dia e dessa vez não foi diferente. Não há palavras para descrever o quanto a adaptação é maravilhosa, e o quanto nossa espera por um lançamento baseado em seus livros vale realmente a pena. Adorei eles jovens começando uma paixão, ela é determinada, não tem medo de nada e ele tão na dele, chegando a uma quase timidez dá até vontade de protege-lo.    E os dois vinte anos mais velhos (ops vinte um, mas quem esta contando? Como diria o Dawson) não dá para não se apaixonar pela versão mais experiente dos dois, aqueles olhares característico do primeiro amor após tantos anos, aquela falta de jeito em ambos e o que a vida fez com cada um... É lindo, dolorido, brilhante, apaixonante! As interpretações dos atores foi impecável, a direção foi maravilhosa, o cenário (suspirando até agora) lindo, a trilho sonora? Perfeita. Se depender de mim, o filme, como todos as outras adaptações dele para o cinema vai ser um sucesso de publico, além de um derramamento de lágrimas, então sigam meu conselho... Não percam, leve seus lenços e apaixonem-se!   

=> Este post está participando do Top Comentarista de Setembro/Outubro, clique para preencher o formulário.


Simonir Rodrigues
26 anos, pernambucana de natureza, paulista de coração e ama a cidade da garoa.

Tem o dom de se viciar facilmente em tudo que desperta sua paixão: música boa, livros, filmes e séries. De alma apaixonada, que escrever por prazer e nesse processo vai se descobrindo, aspirante a blogueira, que não resiste a um "bicho de pé" (o doce)!

1 comentários:

  1. Pois é, o filme estreia essa semana e eu nao li o livro... =/
    Por isso nao vou ver o filme, vou ler o livro antes, mas minha irmã adora esse livro, ela ja deve ter lido umas 3 vezes, é um dos que ela mais gosta do Nicholas, eu só li 1 dele, to precisando ler outro...rsrs

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.