[RESENHA] Roleta Russa - Jason Matthews


Bom dia galera, como é que vocês estão? Espero que estejam tendo uma ótima manhã! Hoje é dia de mais resenha aqui no Drunk, desta vez de um romance policial de tirar o fôlego. Mais tarde o Drunk está de volta, trazendo mais novidades para vocês, então fiquem conectados. Que o dia de você seja maravilhoso!

ROLETA RUSSA – JASON MATTHEWS

Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de forma abrupta. Logo em seguida, mais um golpe: a morte inesperada do pai, seu melhor amigo. Desnorteada, Dominika cede à pressão do tio, vice-diretor do serviço secreto da Rússia, o SVR, e entra para a organização. Pouco tempo depois, é mandada à Escola de Pardais, um instituto onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem. Em seus primeiros meses como pardal, ela recebe uma importante missão: conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve. O objetivo é fazê-lo revelar a identidade do traidor, que pertence ao alto escalão do SVR. Logo Dominika e Nate entram num duelo de inteligência e táticas operacionais, apimentado pela atração irresistível que sentem um pelo outro.

Um romance policial denso e instigante, bem escrito e que nos traz as impressões de um ex-agente da CIA, talhadas em um cenário de guerra entre a Rússia e os Estados Unidos, em que o mais importante não são as bombas atômicas, ou o armamento de guerra, mas sim as informações roubadas através de informantes infiltrados nas agências secretas de espionagem de ambos os países.  ‘Roleta Russa’ é um livro intenso, um romance policial diferente de todos os outros que já li, mas que me conquistou por sua excentricidade.
Dominika Egorova é uma mulher sensual e inteligente, que vê seu grande sonho de fazer parte do Bolshoi – o balé mais importante da Rússia – desabar sobre sua cabeça, ao sofrer um acidente proposital, elaborado por dois de seus colegas de turma. Afastada da dança, a coisa que mais amava fazer, ainda é recebida em casa pela notícia de que o pai se fora. Não poderia existir hora melhor para que Vanya, seu tio e vice-diretor da SVR, colocasse suas mãos nela e a convencesse a entrar para o serviço secreto da Rússia. Treinada cruelmente, pela SVR, é designada ao caso de Nathaniel Nash. O operador responsável pelo informante infiltrado na Rússia, que está roubando informações para o Estados Unidos. Sua missão? Seduzir o americano até que ele revele a verdade. O que Dominika, no entanto, não podia prever é que Nate exerceria um enorme poder de atração sobre ela.

“Acompanhando de perto o progresso da operação, Simyonov convocou uma reunião e, aos berros, exigiu que Dominika fosse mais rápida, que levasse logo o homenzinho para a cama.
- Por que vocês não vão para a cama com ele? – berrou ela em resposta a Simyonov e os homens à sua volta. – Qual de vocês quer dar o rabo pra ele?
Silêncio absoluto.” Página 111

Nathaniel Nash foi realocado após o quase fracasso que colocou a vida de Marble – o informante russo – em perigo. Ansioso por receber uma missão que o redimisse, perante os chefões, Nate acaba aceitando um caso em Helsinque, onde conhece Dominika. A CIA vê nela, um grande potencial, e Nate tem de mudar o seu foco rapidamente. Recrutá-la como informante dos americanos. E assim, ambos se colocam em uma missão. Um tendo como alvo, o outro. E sem que percebam, os frequentes encontros noturnos numa piscina pública de Helsinque, acabam se tornando cada vez mais íntimos e menos profissionais. Uma atração irresistível estava prestes a tomar forma.

" – Acontece que já estou aqui há um tempo e ainda não fiz nada importante.
 - Pare com isso, ou então eu vou começar a chorar. Preste atenção, Nate. Aqui você só precisa agradas a duas pessoas: ao chefe e a mim. E nenhum de nós está reclamando... por enquanto. Você tem tempo, cara. Está cedo pra desistir. – Gable pegou o cabograma que Nate havia deixado na bandeja. – Além do mais, essa russinha é uma mina de ouro esperando pra ser explorada, por mais que você pense o contrário. Tem que investir nela. Tenho uma ideia do que a gente pode fazer pra descobrir mais sobre essa garota.” Página 139

‘Roleta Russa’ é um romance extremamente intrigante e um mar de informações para aqueles que sempre tiveram uma pontinha de dúvida à respeito do serviço de espionagem. Os fatos têm uma suposta veracidade, - ou ao menos é a sensação que o autor transparece em sua escrita - incrível e por mais que a leitura seja um pouco cansativa – devido à quantidade de informações e forma de escrita do próprio autor – é bem instigante, como um todo. Claro que, Jason Matthews, trabalhou para a CIA por muitos anos, e por isso não poderia faltar uma puxação de saco básica para os Estados Unidos. Pois, os vilões eram sempre os russos, em muitos casos e os americanos eram retratados com bonzinhos, honestos e incapazes de tomar uma decisão ruim.
Também achei um pouco superficial a forma como um dos agentes protagonistas, debanda para o outro lado, se tornando um agente duplo, com uma facilidade espantosa. Parecendo não haver interesses, já que o dinheiro não é algo que o leva a tomar esta decisão. Acredito que na vida real, não seria tão fácil assim. Ainda mais se levando em conta o patriotismo e o próprio perigo que isto traria. Por outro lado, amei a forma como as personagens foram construídas, e a característica especial de Dominika, de enxergar as pessoas e sons através das cores, de ser capaz de enxergar sua aura, foi algo que me encantou logo de cara.
As personagens me conquistaram. Assim como a escrita extremamente detalhista de Jason Matthews. Um outro diferencial também, é que ao fim de cada capítulo, o autor nos apresenta uma receita típica do local onde se passa a história. O que dá aquele toque especial à trama e que me passa a mensagem de que o autor é mesmo um apaixonado pela culinária.
A capa está perfeita e tem tudo a ver com a história, bem como a diagramação. Parabéns à nossa querida parceira Arqueiro pelo capricho! Mas e você, tá esperando o que para correr para a livraria mais próxima, e garantir o seu?

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.