[RESENHA] Tentação Sem Limites - Abbi Glines



TENTAÇÃO SEM LIMITES ABBI GLINES


A vida de Blaire Wynn não foi nada fácil. Sua irmã gêmea morreu muito cedo, seu ex-namorado e melhor amigo a traiu e ela precisou cuidar da mãe doente até o último dia de sua vida. Depois de tanto sofrimento, o que ainda seria capaz de machucá-la? O terrível segredo de Rush Finlay. Depois de se apaixonar perdidamente por ele, Blaire descobriu algo cruel que destruiu para sempre o mundo que conhecia. Agora ela está mais sozinha do que nunca e precisa recomeçar a vida longe de todos que a feriram. O único problema é que não consegue deixar de amá-lo. Rush Finlay também não sabe o que fazer. Apesar das tentativas dos amigos e da família para animá-lo, o rapaz segue desolado. Ele já não quer saber da vida que levava, regada a festas, bebidas e mulheres. É atormentado pelas lembranças de um sentimento que jamais imaginara que fosse conhecer e que não pôde ser vivido plenamente. Nem Rush nem Blaire imaginavam que seus universos pudessem se transformar de forma tão radical. Porém, a maior reviravolta das suas vidas ainda está por vir. E ela será tão intensa que obrigará Blaire a engolir o orgulho, voltar a Rosemary, na Flórida, e enfrentar seus inimigos. Rush por sua vez, terá que lutar para consertar seus erros e se provar digno da confiança e do amor dela. Segundo volume da trilogia Sem Limites, que já vendeu mais de 5 milhões de exemplares no mundo, Tentação sem limites é tão viciante e tentador quanto uma paixão proibida. 

Mal me recuperei do intenso ‘Paixão sem limites’ e já tinha em mãos o segundo volume da trilogia de Abbi Glines para saborear. Na verdade, sinto em dizer que não tem como falar sobre este segundo livro, sem de fato, soltar alguns spoilers sobre o primeiro, mas irei tentar não contar os principais acontecimentos, ok? O negócio é que, depois de Blaire descobrir os podres que Rush e sua família escondiam dela, viu seu mundo desabar. Não aguentaria conviver com ele após descobrir o grande segredo que todos em Rosemary mantinham às escuras e não lhe restou nada, que não fugir para o seu antigo lar; Sumit. Onde seu ex-namorado e melhor amigo Cain, a esperava de braços abertos.
Blaire parecia querer manter tudo sob controle, por mais que o amor e atração que sentia por Rush fossem maiores que qualquer outro sentimento e por mais que estivesse igual ou tão mais desesperada que ele, para voltar aos seus braços. Porém, é quando tem a certeza de que precisa recomeçar a sua vida e deixar Rosemary no passado, que nossa protagonista descobre algo que a faz repensar em todas as decisões tomadas até o momento.


“ _ Talvez ela tenha tido tempo suficiente para lidar com os problemas. E se ela voltar? O que você vai fazer? – Grant me perguntou. O que eu faria? Eu imploraria” Página 24

Rush Finlay tem sofrido tão ou mais que Claire desde que ela o deixou. Nunca havia passado por uma situação como essa e agora, podia sentir na pele, o quanto doía. Já não saia de casa, fazia festas e nem dormia com nenhuma mulher. Como poderia? A presença de Blaire era a única no mundo que ele desejava mais que a própria vida. Mas é quando Bethy vai até Sumit buscá-la, com o objetivo de fazê-la fincar raízes em Rosemary, dividindo um apartamento e até mesmo conseguir o seu emprego no clube de volta, que Rush vê que nem tudo está perdido, afinal. Ele faria o que estivesse ao seu alcance para ter a mulher da sua vida em seus braços novamente.

" _ Eu escolhi levar você hoje porque não há nada que eu queira mais do que estar perto de você. Estou fazendo isso porque sou um homem desesperado que vai enfrentar o que quer que seja por você.” Página 61

A história toda, é basicamente sobre a tomada de relacionamento entre Blaire e Rush e sobre os problemas que agora, eles precisam enfrentar juntos.
O amadurecimento do relacionamento dos dois vai ficando evidente conforme o final do livro se aproxima. Rush já não é mais o cafajeste que só pensava em sexo. Agora ele está fazendo o possível para mostrar à Blaire que quer muito além disso com ela.
Os personagens coadjuvantes; Bethy – a então melhor amiga de Blaire, Woods – seu patrão, Vovó Q e Cain são de fato o tempero para essa maravilha de história. Abbi Glines me deixou clamando e implorando pela continuação e finalização desta história. Acho que ela fechou muito bem todos os pontos, não deixando brechas soltas ou trechos desconexos. Também teve o poder de mudar totalmente a perspectiva que eu tinha de alguns personagens que considerava ‘vilões’.
Tentação sem limites, foi tão incrível e fascinante quanto o primeiro livro da série. Não consegui soltar enquanto não acabei de ler. Parabéns à Abbi e à editora Arqueiro pelo ótimo trabalho!





0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.