Fios de Prata 'Reconstruindo Sandman' - Raphael Draccon


Olá Drunk Lovers! Me parece que agora a nova 'moda literária' é a ficção que traz como tema, os sonhos... Depois de 'Sonhos' da Alyson Noel e 'Os Sonhos de Eva', Fios de Prata é a nova aposta da vez! E confesso, que tende a 'arrecadar' fãs no país inteiro. Raphael Draccon me encantou por demais com a sua obra, e aposto que ainda vai encantar muita gente por aí.  





Fios de Prata 'Reconstruindo Sandman'Raphael Draccon


Sinopse: Há séculos, Madelein, atual madrinha das nove filhas de Zeus elevadas á categoria de Musas, tornou-se senhora de um condado no Sonhar, responsável por estimular os sonhos despertos dos mortais. Uma jogada ambiciosa, porém, para ascender de posição, acaba por iniciar uma guerra épica envolvendo os três deuses, Morpheus, Phantasos e Phobetor, trazendo desordem a todo o planeta Terra.

Envolvido em sonhos lúcidos e viagens astrais perigosas, a busca de um sonhador pelo espírito de sua mulher no Inferno, entretanto, torna-se peça fundamental para resgatar elementos destruídos em uma guerra envolvendo manipulações oníricas, sonhos partidos, jornadas espirituais e o destino de mais de sete bilhões de sonhadores terrestres.

De Dante Alighieri a Alan Moore, de Willian Shakespeare a Neil Gaiman, Fios de Prata – Reconstruindo Sandman elabora uma epopeia moderna ao redor de uma declaração de amor á fantasia e ao melhor dos sonhos humanos.

“Tu inspiraste Rowling, e foi nas terras de Morpheus que se moldou Hogwarts. Tu inspiraste Tolkien, e foi nas terras de Phantasos que se anexaram as extensões da Terra=Média. Tu inspiraste Lovecraft, e em minhas terras se fixou Miskatonic. Então eu te pergunto com sinceridade, anjo: Até onde vai tua vontade de ser coadjuvante em um mundo de formas e pensamentos?”


Resenha por Kate: Raphael Draccon, é um dos autores mais competentes, no ramo da ficção! Sua obra ‘Fios de Prata’ é extremamente bem desenvolvida; com personagens marcantes e bem construídos, um enredo envolvente, cenários fantásticos que saltam aos olhos do leitor e uma narrativa maravilhosa que nos apresenta um mundo totalmente novo e excitante.

Mikael Santiago, mais conhecido como Allejo,  é um jogador de futebol famoso mundialmente, de apenas 22 anos que tem o mundo aos seus pés; e uma legião de fãs que faria tudo para garantir um pouco de sua atenção. No entanto, há coisas que nem a fama e nem o dinheiro podem resolver. Como por exemplo, o fato de Mikael sofrer de pesadelos terríveis todas as noites. Dormir já não parece tão atraente, quando você teme o que está por vir em seus sonhos...

Ariana Rochembach, é uma ginasta sulista talentosa de 19 anos que está prestes a conquistar o mundo com o seu talento. E após uma apresentação bem sucedida em que realiza um dos movimentos mais difíceis possíveis da história da ginástica olímpica, acaba por ganhar a medalha de ouro e um admirador mais do que especial e que viria a causar um rebuliço inigualável em sua vida; Allejo.


“Mikael acordou na própria cama suando, com a respiração entrecortada e o senso de equilíbrio distorcido. Do lado de fora, a chuva ainda caia e, com o coração acelerado, ele olhou para uma corrente com uma imagem santa, e agradeceu pelo bendito livre-arbítrio que lhe dava a opção de acordar. Pois Mikael Santiago, tinha a absoluta certeza de que, assim como qualquer outro sonhador, ele poderia acordar repentinamente de um pesadelo ocasional, ainda que esses pesadelos parecessem arrastá-lo cada vez mais fundo.
Ainda assim, por mais sombrio que fossem tais sonhos diários, seu maior conflito ia além. Seu grande problema estava na verdade em ficar consciente em todos os sonhos de todas as noites dos seus últimos dezoito meses de vida.
Em tais sonhos se tornarem cada vez mais obscuros.
E a cada noite se mostrar ainda mais difícil o acordar.” Pág. 18


E enquanto isso, no Sonhar, Estrela – a Musa responsável pelos Sonhos Despertos – tem de lidar com as tentações de Phobetor , que parece disposto a tudo para convencê-la a se juntar á ele em uma guerra contra os irmãos e também  com a traição de Morpheus.
E em uma negociação de emergência, Estrela precisará sacrificar a posse da contraparte de Allejo, para livrá-lo das garras de Phobetor. O mesmo deixará de ter pesadelos terríveis, mas Ariana passará a sofrer nas mãos do Baalzebu, o demônio Senhor das Moscas. E quando a guerra parece iminente e inevitável, Estrela não vê outro jeito a não ser entregar seu condado para Phobetor.  Mas é claro que ninguém imaginou que tudo fizesse parte de uma grande trapaça.


“_ Eu...
_ Até quando pretendes trabalhar sem seres recompensada por teu valor? Sem seres sequer lembrada por teus inspirados?
_ Eu... – ela realmente queria apenas dizer: é minha função.
Mas não conseguia.
_ Pois eu hoje posso dar-te tudo o que sempre sonhaste, Lady Madelein, e aqui estou em sinceridade oferecendo teus próprios sonhos a ti: tome meu lado nesta guerra e torna-te a Senhora do Sonhar.” Pág. 141


O reino de Sonhar, sem dúvidas me deixou encantada. É um mundo mágico, para onde quase todos vão quando estão dormindo. Onde os maiores autores e artistas buscam sua inspiração e onde nascem todas as obras fantásticas mais famosas. Adorei a descrição dada pelo Raphael, e também gostei do fato de a maior parte da história girar em torno dos deuses do Sonhar e dos seres que ali habitam.

O romance de Ariana e Allejo é a ‘cereja do bolo’, o que faltava para deixar as coisas ainda mais interessantes. E sem contar que é este amor, que faz com que Allejo vá literalmente até o inferno para salvar sua amada das garras de Baalzebu.


“Milhões. Milhões de atos. Milhões e milhões de pequenos grandes atos. O Santo brilhava. Cada ato daqueles que o alimentava valia por dez vezes atos que iam contra aquela natureza. Ele caminhou e apanhou no chão a espada caída.
Caminhou na direção de Baalzebu da mesma forma que um carrasco caminha na direção do futuro enforcado. O demônio sentiu o medo da aproximação. Da iminência da inexistência. Da possibilidade de trato desfeita. Da impotência diante de algo superior.
_ O seu fim se manifesta aqui, Senhor das Moscas! – a intensidade do ki, ali adquirido pela lâmina, cegava o lorde demônio. _ Sua petulância vai custar muito mais caro do que esperava a sua ambição. Pág. 322


Concluindo, Fios de Prata – Reconstruindo Sandman já pode ser considerado como uma das minhas ficções favoritas do ano. Até porque, ainda não tinha lido nada com um enredo parecido. Raphael Draccon tem um grande futuro como escritor.

E os parabéns vão também para a editora Leya, que fez um trabalho excelente quanto á estética e visual da obra. Uma das mais sofisticadas que eu já vi!


Capa: 5
Enredo: 5
Desenvolvimento da História: 5



Quer ser o Top Comentarista de Agosto/Setembro, preencha aqui, o formulário.   


Kate Willians
KATE_WILLIANS Uma blogueira aquariana de 17 anos, que ama escrever e ler de tudo, adora The Vampire Diaries e é mais desastrada que um pato. Sonha em ser jornalista e acaba de publicar o seu primeiro livro; Debaixo das Minhas Asas.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.