Para Salvar Uma Vida - Jim e Rachel Britts

Hey Avengers do Drunk Culture, aqui fala o James. Desculpa por eu ter demorado tanto pra postar, bom, aqui estou eu, esse livro que devo dizer, não me impressionou muito não, aqui etá a resenha do "Para Salvar Uma Vida."




Sinopse: Desde pequeno, Jake Taylor foi sempre muito amado. Para ele, a vida é completamente bela. Repleto de amigos, com uma bolsa de estudos, uma namorada perfeita e com um futuro promissor, nunca teve nada a reclamar, certo? Entra em cena Roger Dawson.
Velho amigo de infância de Jake antes de este entrar para o rol da popularidade na escola. Cansado de não ter voz nem vez, Roger saca uma arma e comete uma grande tragédia. Algo muda dentro de Jake ao abalar-se com a morte de Roger. E ao buscar respostas para sua própria vida, uma pergunta vem à tona: "Eu poderia tê-lo salvado?". Jake se vê profundamente
comprometido em ajudar os rejeitados – pessoas estas que muitos nem sequer olham. Mas essa decisão, entre outras, colocou o seu mundo de cabeça para baixo. Perdeu amigos, a bolsa e até o direito de perguntar "O que eu quero da minha vida?”.


Resenha por James: Como se trata de um livro de autoajuda, então não me senti muito interessado. A história começa no funeral de Roger Dawson, um Nerd nessa história , onde Jake, que era seu melhor amigo, se recorda dos momentos felizes que ambos tinham na infância, praticamente um flashback, onde um não desgrudava do outro.

Ainda no funeral, Jake se lembra de Roger salvando sua vida (literalmente) e de como foi se afastando de seu melhor amigo, trocando-o por garotos do basquete na escola onde estudava.

Jake então se lembra do Ensino Médio e onde as coisas estavam piorando. Jake era o popular da escola, o maior jogador de basquete e também com uma namorada, enquanto isso, deixava Roger para trás sem se lembrar daqueles anos de amizade.

Foi então que Roger, cansado de ser excluído, decidiu entrar na escola e sair atirando para o alto. Jake viu o rosto de Roger e tentou impedi-lo, todavia já tinha arrancado a própria vida.


                     “-Rog, você não precisa fazer isso”... Nãooooooooo!
                         Bang!

                                                                                      Jake Pg.24



Praticamente é onde a história começa e onde Jake se pergunta: o que eu poderia ter feito para salvá-lo? Essa duvida começa a atormentá-lo e a todos ao seu redor, gerando uma reação em cadeia com os outros.

Apesar de assustado com o feito de Roger, Jake tenta esquecer-se dessa história trágica, mas, seus amiguinhos imaturos Doug e Matt, fazem uma brincadeira que faz Jake se lembrar de Roger: o estranho, sem amigos e sem voz.

Como Jake quer esquecer de tudo isso, ele resolve encher a cara e se meter em encrenca.
Então ele percebe que tudo o que ele fazia não fazia sentido. E como último recurso chama um pastor, Chris, que acabara de conhecer para dar carona a ele e é onde as memórias de Roger começam a voltar.


                                                   “-Me fale sobre Roger”.
                                                     -Que te importa?
                                           “-Não consigo tirá-lo de minha mente”

                                                                           Chris e Jake Pg. 63



Jake decide tentar entender o que levou Roger a fazer tal atrocidade consigo mesmo, e resolve frequentar os mesmos lugares que ele para conseguir alguma coisa que pudesse aliviá-lo das memórias que o atormentavam.

Com isso, disposto a mudar, Jake abre mão de toda sua glória para ser uma pessoa melhor e mais disposta a ajudar aqueles caras sozinhos.


“-Quero dizer, qual o sentido de tudo ISSO... Se isso aqui não consegue mudar vocês, então o 
que estão fazendo aqui?“.

“- Eu conheci Roger . Ele não era louco! Por um acaso alguém parou para perguntar o porquê?"

                                                                                                                   Jake Pg. 162


O conceito de popular e o conhecido “nerd”, a história se passar nos tempo atuais e as duvidas que as pessoas tenham de acordo com a situação.

Pra mim, tem muitos babacas no livro e isso foi muito repetitivo e a história toda se enfoca no Roger.


                                                     Capa: 4

                                       Desenvolvimento da História: 4


                                                   Enredo: 5





Quer ser o Top Comentarista de Agosto/Setembro, preencha aqui, o formulário. 




James McQueen
JAMES_MCQUEEN Metaleiro. Nerd. Viciado em Games, The Avengers, louco por mitologia, maluco por tecnologia ah e é claro, nerd AO EXTREMO.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.