Cinquenta Tons de Cinza - E L James



Booa tarde Drunk Lovers, estou triste, cade a movimentação? Não estou gostando da falta de comentários :( Vamos colaborar, certo? Se não não faço mais promo bacana! u.u 
Ler 50 Tons de Cinza me fez sentir como se estivesse fazendo algo errado... O livro é mesmo restrito [rindo] mas eu gostei dele. 





Cinquenta Tons de Cinza – E L James


Sinopse: Quando a estudante de literatura, Anastasia Steele entrevista o jovem bilionário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que o deseja e que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independe de Ana, Christian admite que também a deseja – mas em seus próprios termos.

Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso- os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família – ele é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Ao embarcar num apaixonado e sensual caso e amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos.



Resenha por Kate: 50 Tons de Cinza com toda a certeza é o livro mais polêmico do ano. Após ler muitas especulações e comentários da blogsfera sobre a obra, resolvi comprar o lançamento para poder tirar a minha própria conclusão. E minha nossa, E L James não estava para brincadeira quando resolveu inserir cenas restritas – em grande parte – em seu livro. Fiquei de queixo caído.

A história é na verdade, sobre Anastasia Steele e Christian Grey, um casal realmente incomum. Ana é uma garota inocente, que mesmo depois dos vinte anos, ainda é virgem. E nunca namorou. Costuma ficar vermelha por qualquer motivo, e é muito tímida.
Christian é um cara apaixonado por um ‘estilo’ diferente de vida, ao menos no que se refere aos relacionamentos amorosos. Muito rico. Muito bem sucedido. E com toda a certeza, muito controlador.

Parecia improvável que fosse acontecer um romance entre os dois, mas quando Anastasia se vê obrigada a entrevistá-lo para o jornal da faculdade, o que na verdade seria uma função de sua amiga Kate, tudo começa a fazer sentido.  


“Meu coração está palpitando. O elevador chega ao primeiro andar, e saio ás pressas tão logo as portas se abrem. Tropeço de novo, mas, felizmente, sem me estatelar no imaculado piso de arenito. Corro para as largas portas de vidro e logo estou livre no ar revigorante, limpo e úmido de Seattle. Erguendo o rosto, recebo com prazer a chuva refrescante. Fecho os olhos e respiro fundo, purificando – me, tentando recuperar o equilíbrio que me resta.
Homem nenhum jamais me afetou como Christian Grey, e não consigo entender por quê. Será sua aparência? Sua educação? Riqueza? Poder? Não entendo minha reação irracional.” Pág. 20



Christian Grey surpreende. O seu interesse por Ana chega a ser doentio, e assustador. Ele é um dominador.

E Anastasia não conhecia o verdadeiro significado da palavra submissa até receber o contrato que mudaria a sua vida para sempre.

Se quiser ficar com ele, terá de concordar com todos os seus termos. Terá de obedecer todas as suas ordens. Todas mesmo. Terá que deixar que ele a machuque. E que faça o que quiser com o seu corpo. Receber prazer, e também dor.

O engraçado é que ela quer mesmo tudo isso. Porque inexplicavelmente, ela fará tudo o que estiver ao seu alcance, para ficar com Christian Grey. Mesmo que ele não queira mais, mesmo que ele não goste dela do jeito que ela queria que gostasse.



“_ Como foi?
_ Bem, obrigada. Ela disse que eu tinha que me abster completamente de atividades sexuais por quatro semanas.
Christian fica boquiaberto, chocado. Não consigo mais me manter séria e sorrio para ele feito uma idiota.
_ Peguei você!
Ele estreita os olhos, e paro de rir na mesma hora. Na verdade, ele parece bastante severo. Ah, merda. Meu inconsciente se encolhe no canto e o sangue me foge do rosto; imagino-o de novo me dando palmadas.
_ Peguei você! – diz, e ri. Ele me agarra e me puxa para si. _ Você é incorrigível, Srta. Steele.” Pág. 284



 Cheguei a pensar que o relacionamento de Christian e Ana fosse baseado apenas em sexo. No entanto, ao passar das páginas, vamos percebendo que Christian Grey começa a mudar. Ele também começa a querer mais. Ana o deixou assim e agora, ele tem de lidar com seus sentimentos por ela e os seus interesses, sem ficar louco.


“ _ Gostei de você ter me apresentado ao Mark como sua namorada – murmuro.
_ Não é o que você é?
Ele ergue uma sobrancelha.
_ Sou? Pensei que você quisesse uma submissa.
_ Eu também, Anastasia, e quero. Mas já disse. Eu também quero mais.“ Pág. 405


Adorei o romance de E L James, é claro que fiquei vermelha ao ler tantas descrições detalhadas sobre as aventuras de Christian e Ana – que ocorrem na maior parte do tempo. Mas a narrativa é surpreende e os personagens, intrigantes. Estou louca por ‘Cinquenta Tons Mais Escuros’, realmente curiosa sobre o por quê de Christian Gray odiar ser tocado. Aliás, curiosa, não seria exatamente uma palavra apropriada.



Capa: 5
Enredo: 5
Desenvolvimento da História: 5


0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.