Noites de Tomenta - Nicholas Sparks

 Hey Avengers do Drunk Culture. Aqui é o James. Hoje estou postando a resenha do livro Noites de Tormenta. Confesso que eu não gosto muito de romance, mas espero que a resenha tenha ficado boa.




Noites de Tormenta - Nicholas Sparks


Sinopse: Noites de Tormenta acompanha as vidas de Adrianne Willis e Paul Flanner. Ela, uma mulher de 60 anos que dedicou sua vida aos filhos, netos e ao trabalho, e que ainda acredita em amor como condição essencial para uma vida plena. Ele, um médico conceituado com problemas de relacionamento com o filho.
Em sua narrativa com vai e vem entre passado e presente, o livro revelará dúvidas, conflitos, contradições, cicatrizes e dores carregados pelo destino que uniu este casal e o efeito que essa união trouxe para o amadurecimento familiar de ambos os lados.

Resenha por James: Como se trata de um romance (não diga!), conta a história de amor entre Paul e Adrienne, mas sob a narrativa de Adrienne, usando de flashback's.

Adrienne, uma mulher divorciada e com três filhos, sofre pela filha Amanda que acaba de perder o marido e vive uma crise com seus filhos. Adrienne também sente saudades de seu antigo amor e isso parece a afetar de tal maneira que sua filha acaba compartilhando de seu sofrimento, então, Adrienne acaba contando sua história para a filha Amanda que também está sofrendo com a morte do marido.

Sua narrativa começa contando a história de Paul Flanner, um homem que cresceu como intelectual e que perdera seu pai cedo. Com a morte do pai, Paul dedicou seu tempo apenas ao trabalho, sem se preocupar com mais nada e isso acabou gerando certa rejeição tanto pela esposa que tinha, quanto pelo filho Mark, que se tornou rebelde graças a ausência do pai. Com um monte de problemas na cabeça, ele acaba por falhar em seu trabalho como
cirurgião e sua paciente morre, e com isso ele toma a iniciativa e tenta contatar o marido da falecida, mas para em uma pousada em Rodanthe onde encontra Adrienne chorando.




-Essa é a sua vida, e não uma vida que eu queira de forma nenhuma. Falando francamente, sinto pena de você.





Adrienne começa a se recordar da sua vida de casada com Jack, seu ex-marido, que a trocou sem motivos ou razão aparente, por outra mulher. Com isso ela acabou tendo que criar seus três filhos sozinhos, além de encarar uma solidão colossal e problemas financeiros (que sujeitinho
filho da mãe). E foi em meio á esses problemas que ela conheceu Paul (á vá).

Nota: quando disse que livros de romance são óbvios é porque são. Tipo, ambos estão com problemas e de repente se encontram para esquecê-los. Coincidência não?

Com os dois tristes, atormentados, cheios de problemas e sozinhos na pousada, ambos acabam contando as suas histórias muito tristes e que fazem chorar (não a mim) e trocam sentimentos profundos entre si, mas, Adrienne não se exalta e contem alguns detalhes de sua vida que não devem
ser revelados tão cedo, pois apesar de ela sentir algo diferente com relação a ele, ela prefere não 
arriscar, ela acredita que sentimentos são uma coisa séria.

Porém, contudo, entretanto e, todavia, ambos começam a se atrair, mesmo com os problemas que ambos possuem, e parece que esse sentimento de amor é mais forte e eles... Bom não preciso nem contar.

Isso não tinha importância. A única coisa que ele sabia com certeza era que estava começando a se apaixonar por uma mulher chamada Adrienne, que estava tomando conta da pousada para uma amiga em uma pequena cidade costeira da Carolina do Norte.

As características dos personagens me intrigaram muito, principalmente as de  Mark, filho de Paul.
Sem contar o enredo que criou paisagens muito detalhistas.

Pontos Negativos: A mesma história obvia de sempre, os flashbacks que algumas vezes atrapalham a
compreensão da história e o fato de a história ser muito curta.




                                                       Capa: 5

                                      Desenvolvimento da História: 5

                                                     Enredo: 4
James MacQueen
JAMES_MCQUEEN Metaleiro. Nerd. Viciado em Games, The Avengers, louco por mitologia, maluco por tecnologia ah e é claro, nerd AO EXTREMO.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.