As Fanfics do Momento: Always You

Bom dia, amigos! Como vão vocês nessa quinta-feira ensolarada maravilhosa? Bem, pelo menos aqui em Belém  o dia está ensolarado e maravilhoso... um dia perfeito para mais uma indicação de fanfic no Drunk Culture! Convenhamos, galera, que as fanfics estão bombando no cenário mundial da literatura, não? Cassandra Clare, autora de Cidade dos Ossos, era escritora de fanfics de Harry Potter, assim como a recém-chegada E. L. James e seu polêmico romance erótico Cinquenta Tons de Cinza, que era uma fanfic de Crepúsculo – e agora, como a Kate nos informou, Contato Imediato, da Elle S., também vai se tornar um livro!
Em comemoração, hoje vou entrevistar a autora de uma fanfic que está fazendo muito sucesso no Fanfic Obsession, em 8º lugar no Top Fictions! É a fanfic ALWAYS YOU, da portuguesa Debby, baseada na banda One Direction. "Always You" conquistou pela doçura, e, acreditem, até mesmo pelo pela linguagem de Portugal, cheia de "tus" e livre do uso de gerúndios. Confiram a resenha, os melhores comentários e a entrevista com a Debby, direto da Península Ibérica!


"Always You" traz aos leitores um clichê muito adorado pela maioria das adolescentes: o romance entre melhores amigos! Nessa história, a protagonista e o fixo Zayn Malik são melhores amigos há cinco anos e têm uma relação admiravelmente carinhosa, quase fraternal – até o momento em que ela percebe que seus sentimentos por ele vão um pouco além do "amor de irmãos". A história se desenvolve no contexto em que a vida da protagonista está uma verdadeira bagunça, cheia de problemas familiares e psicológicos, e a única pessoa com quem ela pode contar é o seu melhor amigo famoso.

♦ Os melhores comentários
"Minha noossa! Amo a sua fic! Ela consegue ser linda, intensa, quente, fofa e ainda é mega interessante! Olha, eu não sou a garota Malik da turma, esta é a minha 'irmã', mas mesmo assim eu a leio. Gostaria de lhe deixar os parabéns. A cada nova att ficamos ainda mais ansiosas pela próxima. Tua capacidade de escrever é incrível! Sério, parabéns mesmo! Que ela ainda faça muito sucesso!!!"
- Lizandra

"Você realmente escreve de uma forma mágica, você escreve de mais, sério! Eu nem reparo nas diferenças gramaticais, de tão bem que você escreve... Estou louca pelos próximos capítulos, todas as vezes que chega ao fim, eu fico imaginando que vou ficar semanas sem att, sou muito dramática, mas, por favor, não pare nunca de escrever! Você escreve feito uma escritora de verdade, PARABÉNS (:" - Re

"Estou gostando muito da fic, sua escrita é ótima e os conflitos em casa tiram o ar de contos de fadas da história além de dar mais emoção... Mas na vida real eu não gostaria nem um pouco que meu pai fosse um bêbado violento... Anyway, parabéns pela fic e não desista dela... Você tem mais uma leitora, ahah. Beijos"
- Rina

♦ Entrevista
Debby, já estamos sabendo que você é portuguesa, então conta pra gente um pouco sobre você. Mora em Portugal ou é portuguesa, mas mora no Brasil? Se em Portugal, já visitou o Brasil alguma vez?
Bem, eu nasci em Portugal e sempre vivi aqui. Infelizmente nunca visitei o Brasil, mas quero imenso ir aí.

Como foi que você descobriu o FFOBS, um site brasileiro de fanfics? Você já escrevia fanfics antes de encontrá-lo ou começou a escrever quando percebeu que o "mercado de trabalho" virtual era promissor?
Eu já escrevia fanfics antes de encontrar o FFOBS sim, e eu descobri o site através de uma amiga minha que já o frequentava.

Sobre Always You, qual foi a sua principal inspiração para criá-la? O que a levou a escrever com a banda One Direction?
A minha primeira inspiração para criar a fic Always you, foram na verdade várias fics que li no site FFOBS e várias coisas foram surgindo na minha cabeça, e até mesmo histórias de realidade que eu acompanho me deram inspiração. E o que na verdade me levou a escrever com a banda One Direction foi o facto deles serem uma das minhas bandas preferidas e eu achar que o Zayn seria a pessoa indicada para ficar com o papel da personagem principal.

Como tem sido a reação das leitoras de Always You no que concerne à linguagem da fic, que é em PT-PT? Houve reclamações ou a maioria não tem problema com isso?
Ah, as reacções das leitoras têm sido excelentes mesmo, ainda só vi uma pessoa a reclamar, ahah, mas na verdade a maior parte diz que acha engraçado e que percebe praticamente tudo.

Por último, mande um recado para os leitores do Drunk Culture que não conhecem a sua fic e diga porque acha que deveriam conhecê-la.
Bem, queridos leitores do Drunk Culture, provavelmente nunca leram uma fanfic escrita no Português de Portugal e acho que seria uma coisa diferente e completamente nova para vocês. Em segundo, as minhas histórias têm sempre um pouco de mim nelas acho que é isso que torna as nossas fics únicas, por isso acho que vocês poderiam tentar conhecer a minha fic, que com toda a certeza não haverá nenhuma igual, possivelmente parecida, não sei, mas igual nunca. Então é isso leitores, e um beijo grande para todos vocês aí no Brasil.

E então, o que acharam? É ou não é uma oportunidade inusitada? A primeira coisa que me fez aceitar a Debby como uma autora minha (para quem não sabe, eu sou beta de Always You) foi o fato de ela ser portuguesa, já que em uma de minhas histórias os personagens vivem em Luanda, e eu queria aprender um pouco sobre o português fora do Brasil. Acabei descobrindo que a escrita não é tão diferente quanto imaginamos, o que mais difere mesmo é a pronúncia – então não pensem que isso vai impedi-los de entender a história. Always You está em andamento, é publicada no site Fanfic Obsession, na sessão One Direction (A). Não deixem de passar lá para conferir o trabalho da Debby! Beijos e até semana que vem! :)


Sofia Queirós
SOFIA_QUEIRÓS Meu nome é Sofia Queirós - bem, mais ou menos - mas todos me chamam de Sofi. Eu sou o que devem chamar em português de livrólatra, mas suponho que isso não seja exatamente uma surpresa, uma vez que sempre acreditei que quem não é viciado em livros ainda não os conheceu verdadeiramente. No mais, provavelmente tenho outros interesses (como escrever), mas na maior parte do tempo estou lendo ou falando sobre livros. O que não impede ninguém de falar comigo sobre qualquer outra coisa - não se acanhem. Livrólatras não são tão antissociais quanto o estereótipo sugere.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.