O Sonho de Eva - Chico Anes

Pronto, agora fiz a minha lição de casa... Não se esqueçam de que tem promo terminando amanhã, porque agora eu vou voltar pra minha cama. Poor favor, me desejem melhoras, vou precisar! Beijoos... Sábado tem resenha dupla pra vocês com Lucas Chaves e James McQueen ;)







O Sonho de Eva Chico Anes



Sinopse: Dra. Eva Abelar, autoridade mundial em sonhos lúcidos, é informada de que seu filho, Joachim, uma criança autista, desaparece na mesma noite em que sua irmã, Anna, pula do 20° andar de um edificio em São Paulo. Anna era a principal cientista do projeto DreamGame, invento revolucionário que permite à pessoa jogar enquanto dorme.
Eva é convidada por Yume a assumir o lugar da irmã e, à procura de respostas, se envolve em uma trama perigosa, que alcança os limites dos desejos inconscientes do homem.
Enquanto usa seus conhecimentos para desvendar a verdade por trás da morte de Anna e reencontrar Joachim, Eva descobre o quanto a sociedade está vulnerável à tecnologia e aos estimulos subliminares, e como esses estimulos podem sequestrar a liberdade e extinguir o livre-arbitrio.



Resenha por Kate:


Será que não trazemos para nossas vidas os ecos de nossos sonhos?


Em O Sonho de Eva um tema que, acredito, nunca foi tão bem explorado na literatura brasileira, é o grande atrativo da narrativa de Chico Anes; A ficção baseada no estudo dos sonhos. O enredo, extremamente complexo, gira em torno da familia Abelar. Tudo começou com o pai de Eva, homem extremamente sábio e muito respeitado, que descobriu a ‘tese’ dos sonhos lúcidos. Ou seja, a habilidade de se manter são em seus próprios sonhos, podendo assim alterar o rumo dos mesmos de acordo com sua própria vontade.

Com a morte dos pais em um trágico acidente de carro, as irmãs Anna e Eva, continuaram as pesquisas em torno dos sonhos lúcidos dando assim continuidade ao trabalho que seu pai começara. Anna, trabalhando para uma importante empresa de entretenimento – A Yume – no desenvolvimento dos DreamGames e Eva buscando mais conhecimento e reconhecimento por parte dos mesmos criticos que subjulgaram seu pai no passado.

No entanto, tudo muda, quando em meio á uma conferência em Viena, Eva é notificada de que Anna pulou do 20° andar de seu prédio e de que seu filho Joachim, que estava sob os cuidados da tia, simplesmente desapareceu. Eva descobre que em menos de 24 horas perdeu toda a familia que lhe restava. Ela não tem mais nada.



“Anna, em pé sobre o parapeito do terraço, oscilara para a frente e para trás, embalada pelo som distante que sussurrava: and we cant’ build our dreams, on susicious minds (e não podemos construir nossos sonhos com mentes desconfiadas). Olhara o brilho das estrelas incontáveis, a claridade as centenas de janelas insones, os faróis dos carros abaixo, as pupilas radiantes de Eva. Olhara a imensidão de luzes noturnas e, inclinando-se em direção à voz abissal de Joplin, abrindo ainda mais os braços, tentara, num único salto, abraçar todas elas.” Pág. 9



Eva Abelar, não teve uma vida fácil. Filha de uma mãe super conservadora, Eva sempre se via obrigada a reprimir seus sentimentos e receios dentro de si mesma e quando jovem, acabou estragando seu futuro ao lado do homem que amava – Alec – por conta de um ato impensado que acabou num ato de violência e numa gravidez indesejada. Mãe de Joachim, uma criança altista, Eva tinha de enfrentar dificuldades todos os dias. E agora, sem o filho – que aprendera a amar mais que tudo – sem sua irmã, e sem seus pais... Eva se sente sozinha. E é por isso que ela está disposta a aceitar a proposta da Yume, tem certeza de que a empresa está por trás da morte de sua irmã e do sumiço de Joachim e não poupará esforços até que descubra o que realmente está acontecendo e até que esteja com seu filho nos braços novamente.



“Eva não acreditava que aquilo pudesse terminar bem. O que ela tinha de especial? O sujeito na colina tinha enfiado uma bala no peito de Alex. Não havia motivos para não fazer a mesma coisa com ela e, depois, com o maldito indiano. Esperou pelo tiro. Mas, contra as suas expectativas, viu o homem guardar a arma no paletó e desaparecer atrás da colina. Sentiu as mãos que a seguravam se afrouxarem. Ouviu ao longe os gritos de tia Jane, as vozes dos seguranças do cemitério. Mesmo de costas, podia perceber o indiano correndo para os muros do fundo. Que fugisse! Alex era o que importava. Ajoelhou-se ao seu lado, a mancha de sangue crescia sob a camisa. Tirou a propria blusa e apertou-a contra o ferimento, enquando pedia, sentindo os olhos se encherem com as lágrimas ausentes durante todo o funeral:
_ Não morra Alec, por favor, não morra. Agora só tenho você.” Pág. 33



Conforme o tempo vai passando, e Eva começa a perceber que está presa à Yume, os objetivos de Adhya Kan – diretora da empresa – começam a ficar claros. Tudo não passa de um jogo manipulador de interesses.
O Sonho de Eva é um dos melhores livros de ficção que já li, porque os elementos criados pelo autor são realmente convincentes. Então chega um dado momento em que você para e realmente se pergunta: Será que tudo isso que estou lendo, existe?

A explicação para os DreamGames, os personagens, o cenário... Chico Anes está de parabéns. No inicio eu não guardava muitas expectativas para com a obra, mas com o passar das páginas tudo começou a ganhar vida.
A estétíca de O Sonho de Eva também está maravilhosa, já virou clichê dizer isto, mas parabéns á NC! A editora fez um ótimo trabalho. E você, como é que pode ter certeza, de que neste exato momento, agora, não está sonhando? Como pode saber se isto não é um sonho?




Capa: 5
Enredo: 5
Desenvolvimento da História: 5




Kate Willians
KATE_WILLIANS Uma blogueira aquariana de 17 anos, que ama escrever e ler de tudo, adora The Vampire Diaries e é mais desastrada que um pato. Sonha em ser jornalista e acaba de publicar o seu primeiro livro; Debaixo das Minhas Asas.


0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.