O Resgate do Tigre - Colleen Houck

Booa Noite! Um pouco atrasados mas aqui estamos com a resenha de hoje, que é do segundo livro de uma série que cá entre nós, é maravilhosa... Antes de deixar vocês lerem a mesma, queria compartilhar um pensamento de reflexão que extraí da própria obra; Existe um ditado no Tibete que diz: " A Tragédia deve ser utilizada como fonte de força." - O monge levou um dedo à têmpora. - Em vez de se perguntar por que isso aconteceu, talvez você devesse pensar porque isso aconteceu com você. Lembre- se de que não conseguir o que se quer às vezes é um maravilhoso golpe de sorte. (Pág. 222) Tenham sempre isso em mente!








O Resgate do Tigre – Colleen Houck


Sinopse: Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d’água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos.
Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren -, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey.


Resenha por Kate: Após ter partido da Índia, e abandonar Ren em busca de uma vida normal e menos complicada – desfecho de A Maldição do Tigre – reencontramos Kelsey em um momento doloroso e de puro arrependimento. A principio sua narrativa deixa claro o quanto ela se arrepende por ter abandonado o homem que amava, mas Kelsey se defende de suas próprias lamurias, usando a desculpa de que não era boa o bastante para um príncipe indiano como Ren e em suas tentativas por esquecê-lo se enfia em casos amorosos confusos com três rapazes de sua faculdade – de luxo, assim como sua casa e carro, mimos providenciados por Ren- ; Jason, Li e um nerd maluco chamado Artie.



“... _ Você falou sobre me dar escolhas. Eu já fiz a minha, mas você ainda não fez a sua.
_ Ren, isso é loucura! Do que você está falando?
_ Saia com Li ou Jason ou com quem mais você quiser e prometo que não vou interferir. Mas também mereço uma chance. Quero que você saia comigo também.
_ Você não entendeu como isso funciona, Ren. Não posso ficar saindo com três ou quatro homens para sempre. O objetivo desses encontros, ou melhor, do namoro, é a pessoa acabar ficando exclusivamente com alguém com quem se identifica.
Ele sacudiu a cabeça.
_ Você namora para encontrar a pessoa que você ama, Kelsey.” Pág. 72



Porém mesmo cursando a faculdade dos sonhos, morando em uma casa só sua e vivendo a vida que sempre quis; Kelsey se sente incompleta. E consegue encontrar defeitos em todos os seus pretendentes e paqueras, até mesmo no doce Li. Porque na verdade, o maior defeito deles era ‘não ser Ren’.
Mas a história toma um rumo totalmente novo quando Ren e Kishan resolvem ir atrás de sua heroína.



“ _ O que você vai me obrigar a fazer?
_ Você vai envolver meu pescoço com os braços e depois passá-los pelas alças superiores da mochila.
_ Está bem, mas não tente nada engraçado. Eu sinto muitas cócegas.
Kishan levantou  meus braços, que envolveram seu pescoço, e me içou do chão, deixando seu rosto muito perto do meu. Ele ergueu uma sobrancelha.
_ Se eu tentasse alguma coisa, juro a você que não seria para arrancar uma risada.” Pág. 293



O Resgate do Tigre é fantástico e fico impressionada não só pela trama em si, mas com a capacidade que a nossa querida autora Colleen Houck tem de ‘mudar o cenário’ com tanta facilidade, criatividade e bom humor. Digo isso porque, quando os irmãos chegam, a atmosfera do livro muda por completo, de uma melancolia aguda para a diversão. É como se estivéssemos sempre ‘trocando de canal’ e isso deu um diferencial incrível ao segundo livro da série. Acompanhamos momentos maravilhosos de amizade e rivalidade entre os três protagonistas e quando a aventura realmente começa, com apenas Kelsey e Kishan na jogada fica claro; O sucesso de O Resgate do Tigre é iminente!



“_ Não sou o tipo de homem que reprime os sentimentos, Kells. Não fico sentado no quarto me consumindo de tristeza, escrevendo poemas de amor. Não sou um sonhador. Sou um lutador. Sou um homem de ação e vou precisar de todo o meu autocontrole para não lutar por isso. Quando é preciso fazer alguma coisa, eu faço. Quando sinto alguma coisa, eu tomo uma atitude. Não vejo nenhum motivo para que Ren mereça ter a garota dos seus sonhos e eu não. Não me parece justo isso acontecer comigo duas vezes.” Pág. 358



As cenas de ação só melhoram ao passar das páginas, e não é mais aquela coisa tão presa á ‘Indiana Jones’ como muitos disseram sobre A Maldição do Tigre. E o relacionamento que se desenvolve entre Kelsey e Kishan nessa aventura, é quente e para falar a verdade me deixou bem confusa. Quanto á capa, diagramação e revisão; maravilhosos. A verdade é que me faltam bons adjetivos para descrever esta obra literária. A primeira capa foi a minha favorita, mas por conta de eu ser Team Ren. Vocês provavelmente ficaram babando na segunda, estou certa? Qual foi a sua capa favorita?
Com um desfecho arrebatador, O Resgate do Tigre com certeza me deixou querendo mais. E você? O que está esperando para embarcar nessa aventura?



Capa: 5
Desenvolvimento da História: 5
Enredo: 5


ESPECIAL GINCANA






Kate Willians
KATE_WILLIANS Uma blogueira aquariana de 17 anos, que ama escrever e ler de tudo, adora The Vampire Diaries e é mais desastrada que um pato. Sonha em ser jornalista e acaba de publicar o seu primeiro livro; Debaixo das Minhas Asas.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.