Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson




Garotas de Vidro – Laurie Halse Anderson


Sinopse: Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a noticia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. Trinta e três vezes.

O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos.

Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer cursto, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir. Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles.


Resenha por Kate: Os distúrbios alimentares deveriam ser encarados com mais seriedade pela sociedade, pois, a verdade é que estes males tem levado milhares de jovens á loucura e/ou morte com mais frequência do que se imagina. Garotas estão se matando, privando seus corpos do alimento básico, privando a si mesmas de uma vida saudável e feliz por ‘ideais’ que não existem, por ‘estereótipos’ de beleza que não passam de pura ilusão. Não há nada de belo na doença.

E num mundo onde, a beleza exterior parecer ser tudo o que importa, vive Lia, uma garota com uma família desestruturada – pais separados e ausentes – amigos inconsequentes – tais como Cassie – e uma personalidade influenciável. Lia nunca imaginou que uma promessa mudaria a sua vida e a de sua melhor amiga de uma maneira tão desastrosa, e ela nunca se imaginou indo ao enterro daquela que por anos foi quase uma irmã para ela. E o pior era saber que Cassie ligou 33 vezes para ela na noite de sua morte.



“A cama range quando ele se levanta. Ele apaga a luz do criado-mudo e cruza o quarto sob o brilho sombrio da galáxia de plástico grudada no teto. O entalhe da fechadura encontra seu lugar e a moldura da porta me liberta. Rolo e viro para a parede. Cacos de vidro voam para o meu coração porque Cassie está morta e gelada. Ela morreu no Motel Gateway e a culpa é minha. Não são as revistas, nem os sites da internet, nem as garotas da língua afiada no vestiário, nem os rapazes que adoram chupar pescoços no terraço. Nem seus técnicos, diretores ou conselheiros, ou os inventores dos tamanhos P e PP. Nem sua mãe ou seu pai.
Eu não atendi.”
Pág. 20


Garotas de Vidro é um livro sensacional que nos conta com bastante detalhe a vida de uma garota que sofre com os distúrbios alimentares, que sofre com essa auto- pressão em emagrecer sempre mais e mais, e no caso de Lia isso se torna uma obsessão tão gigantesca que em sua narração não há mais tempo para nada se não a sua contagem louca de calorias – pois ela conta tudo o que come - e a sua quase que depreciativa vontade de sempre querer alcançar uma meta maior, ou seja perder mais dois ou quatro quilos, até mesmo quando o seu estado passa do perigoso para o assustador. E mesmo após a morte de Cassie, que se encontrava no mesmo estado que Lia, ela parece não perceber o quanto aquilo a está prejudicando. Lia entra diariamente em sites onde várias garotas se encontram para conversar sobre novas maneira e descobertas para conseguir perder ainda mais peso e debatem sobre seu sucesso e culpa após cada tentativa.

Os pais divorciados de Lia, acabam tendo que se unir na tentativa de ajudar a filha quando percebem que Lia realmente se encontra num beco sem saída. E o pior é que a negação de nossa protagonista predomina sempre, ela não se deixa perceber que precisa de ajuda. Ela só começa a entender o quanto esteve errada, quando percebe que sua doença é capaz de afastar e fazer sofrer as pessoas que ama, até mesmo Emma – sua meia irmã caçula– da qual ela acaba tendo que ficar longe até sua recuperação total.



“Por quê? Você quer saber por quê?
Entre em uma cama de bronzeamento artificial e fique fritando lá por dois ou três dias. Depois que a sua pele está coberta de bolhas e começa a descascar, role em sal grosso, e então coloque uma peça única que cubra o corpo todo, trançada com fibra de vidro e arame farpado. Por cima de tudo isso vão suas roupas normais, contato que sejam justas.
Fume pólvora e vá para a escola para pular por dentro de aros, se sentar, pedir e fingir de morta quando mandam. Escute os sussurros que se enrolam na sua cabeça à noite, te chamando de feia e gorda e vaca e biscate e o pior de tudo: “uma decepção”.
Vomite e passe fome e se corte e beba porque você não quer sentir nada disso. Vomite e passe fome e se corte e beba porque você precisa de um anestésico, e funciona. Por um tempo. Mas então o anestésico vira veneno e a essas alturas é tarde demais porque você está seguindo essa estrada diretamente para a sua alma; Você está apodrecendo e não consegue parar.
Olhe no espelho e veja um fantasma. Escute cada batida do seu coração gritas que tudoabsolutamentetudo está errado com você.
‘Por quê?’ é a pergunta errada.
Pergunte ‘Por que não?’” Pág. 157,158



Foi a leitura mais difícil que eu já fiz, acho que não consigo achar uma outra palavra. Achei a ideia de Laurie extremamente original até porque aborda um tema que realmente precisa de destaque, pois é uma doença que preocupa e muito, principalmente nessa fase da adolescência e o que eu gostei mais foi da exatidão dos detalhes. Vê-se que Laurie realmente pesquisou sobre os distúrbios para escrever Garotas de Vidro. E isso me encanta e muito, sem contar que é super bem escrito, bem elaborado e foi o primeiro dito ‘romance’ em que não senti falta do par romântico da história [rindo] – se é que me entendem – a capa também foi uma das mais bonitas que já vi. Parabéns a ambos, Laurie Halse e Novo Conceito!



Capa: 5
Desenvolvimento da História: 5
Enredo: 5


ESPECIAL GINCANA




Kate Willians
KATE_WILLIANS Uma blogueira aquariana de 17 anos, que ama escrever e ler de tudo, adora The Vampire Diaries e é mais desastrada que um pato. Sonha em ser jornalista e acaba de publicar o seu primeiro livro; Debaixo das Minhas Asas.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.