Book Tour João & Maria - Resenha #05

E essa é a quinta resenha do BT de João e Maria que estou organizando, feita pelo Bruno do Convergência e Divergências. Confiram! 










Sinopse: O que você escolheria: O Amor ou a Razão? Maria é bonita, estudiosa, avessa à badalação e tradicional. João é lindo, extrovertido, arrogante e vocalista de uma banda de rock. …Ela jamais se aventurou numa paixão. Ele já singrou pelos mares de um amor fulminante. Eles não têm nada em comum. Mas foram feitos um para o outro.


Resenha por Bruno: Vou ser sincero, no inicio não gostei muito da historia, mas acho que deve ser porque estava esperando algo e encontrei outra coisa. Porém ao terminar de ler o livro ficou claro que, para o que é proposto, a historia é boa.

É um romance leve, descontraído, poderia dizer muito bem que é baseado em fatos reais. Há alguns clichês, mas qual livro não tem? Também é divertido e há uma alternância de capitulo em capitulo entre os personagens o que no inicio achei meio chato. Uma hora você quer parar e deixar livro de lado, mas acaba ficando curioso e volta a ler haha.

Leitura é muito rápida e acredito que o objetivo não seja fazer uma reflexão profunda sobre algo em especifico apenas retratar uma vertente sobre como um amor impossível pode surgir de forma real, como antes de julgar alguém , ver onde erramos e assim seguir livre para viver uma boa historia.

O livro chegou até a mim por um BookTour organizado pela Kate doDrunk e valeu a pena ler.

O livro foi feito por Marcos Bulzara e Ana Paula Bergamasco. 

Ah, em um determinado momento do livro, o João cria uma música para Maria, porém não há letra, então decidi criar uma, em formato de poesia, se alguém ai quiser compor a melodia fica a vontade [rindo]. 


Princesa Vermelha

Não sei quem viu quem primeiro
E mesmo sem lhe ver diversas vezes
Procurei por seus olhos, bem colado a mim
Como se o desejo fosse um Deus
Moldando você perfeitamente para mim
Não de acordo com meus desejos
Mas criando uma flor perfeita
Para preencher o que nem imaginava ser vazio.

Uma nobre flor, princesa por natureza
Sendo bem cuidada
Mas não por meu amor.

Onde nasce a paixão?
Talvez seja o único lugar para suportar
Esse corpo prestes a explodir.

Fora da rotina, onde não posso lutar
Distrair meu corpo da sua ausência
A frieza do mundo percorre as longas noites
Onde tenho sonhos, imaginando um mundo perfeito
Sem frieza e dor, nada além do seu perfume, puro e inocente.

Quero lhe amar, não para mim e sim para ti
Reconhecer os pequenos detalhes e sempre diminuir
Essa montanha que nos separa.

Dividido entre o certo e errado
Entre a chance e os fatos
Angustia e a liberdade
Ao seu lado, desse lado, mesmo sem você
Estou descobrindo tantos sentimentos
Tanto daquilo que tinha sido levado
E agora não sei o que fazer
Espero em vão você me dizer
Não com palavras, quem sabe com um fato
Um piscar de olhos, um insulto relutante
Quero descobrir no timbre de sua voz o verdadeiro significado
Quero que perceba em minha voz, em tudo, o quanto quero lhe amar.

Minha flor, vermelha por natureza
Vermelha da cor do meu amor
Vermelha da cor da dor
Minha flor, que faz o mundo melhor
Minha Rosa vermelha, Minha princesa.


Fonte: Convergência e Divergências

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.