O Diário de Suzana para Nicolas - James Patterson

Booa noite Drunk Lovers! Olha eu chegando atrasada, a verdade é que cheguei da escola agora, então apreciem a resenha, daqui a alguns minutinhos já volto com a nova promo :D









O Diário de Suzana para Nicolas – James Patterson


Sinopse: Depois de quase um ano juntos, o poeta Matt Harrison, acaba de romper com Katie Wilkinson. A jovem editora, que não tinha dúvida quanto ao amor que os unia, não consegue entender como um relacionamento tão perfeito pôde acabar tão de repente.
Mas tudo está prestes a ser explicado. No dia seguinte ao rompimento, Katie encontra um pacote deixado por Matt na porta de sua casa. Dentro dele, um pequeno volume encadernado traz na capa cinco palavras, escritas com uma caligrafia que ela não reconhece: “O Diário de Suzana para Nicolas”.
Ao folhear aquelas páginas, Katie logo descobre que Suzana é uma jovem médica que, depois de sofrer um infarto, decidiu deixar para trás a correria de Boston e se mudar para um chalé na pacata ilha de Martha’s Vineyard. Foi lá que conheceu Matt. E lá nasceu o filho deles, Nicolas.
Por que Matt teria lhe deixado aquele diário? Agora, confusa e sofrendo pelo fim do relacionamento, é nas palavras de outra mulher que Katie buscará as respostas para sua vida.

Resenha por Kate: O Diário de Suzana para Nicolas é o livro mais emocionante de todos os tempos. Depois de ler quase todos os livros de Nicholas Sparks, chego a conclusão de que James Patterson é o cara! Sim aquele capaz de me fazer chorar logo de primeira. Por que eu comparei esses dois grandes autores? Porque ambos tem o dom de deixar os sensíveis – e até os nem tão sensíveis assim – completamente chorões. Nicholas precisou chegar a ‘A Última Música’ para finalmente me fazer chorar, mas James Patterson, esse... Me fez chorar desde os primeiros capítulos. Não me entenda mal, sou uma grande fã do Sparks, mas devo ser sincera: O livro do Patterson me encantou.

“Querida Katie,
Nada do que eu dissesse ou fizesse poderia chegar perto de expressar o que estou sentindo. Foi tudo culpa minha. Assumo toda a responsabilidade. Sinto muito pelo que me permiti que acontecesse entre nós. Você é perfeita, maravilhosa, linda. Não foi você. Fui eu.
Talvez este diário explique as coisas melhor do que eu jamais conseguiria. Se puder, leia-o.
É sobre minha mulher, meu filho e eu.Preciso avisá-la, porém, de que algumas partes provavelmente serão difíceis de suportar. Nunca planejei me apaixonar por você, mas me apaixonei. ‘Matt’” Pág. 15

A principio, eu não entendi o que acontecia entre Matt, Katie e Suzana. Achei que Matt fosse apenas mais um marido, pulando a cerca. Mas a história é bem mais complexa, bem mais romântica e de fato, triste do que eu imaginava que fosse.
Quando Katie recebe o diário da ex-mulher de Matt em sua porta, após o término de seu relacionamento com o mesmo, tudo passa a fazer sentido. Nós passamos a acompanhar de perto a história de uma mulher – Suzana – forte, intrigante e maravilhosa. Uma mulher que depois de ficar cara a cara com a morte, passa a viver cada dia de sua vida como se fosse o último. E ela nos ensina tudo, todas essas lições importantes que permanecem conosco mesmo após a leitura. A mais importante delas é a das cinco bolas...

“Imagine que a vida seja uma brincadeira em que você fica fazendo malabarismo com cinco bolas. As bolas se chama trabalho, família, saúde, amigos e integridade. Você está mantendo todas as bolas no ar e um dia finalmente se dá conta de que o trabalho é uma bola de borracha. Se você a deixar cair, ela vai pular de volta. As outras quatro bolas – família, saúde, amigos e integridade – são feitas de vidro. Se você deixar cair alguma, ela vai ficar arranhada, ou lascada ou vai se quebrar de vez. Depois de compreender a lição das cinco bolas, você terá começado a atingir o equilíbrio na sua vida.” Pág. 24, 25.

A história de Suzana e Matt, primeiramente é maravilhosa. Ela é uma médica que se mudou para a cidade onde passou boa parte de sua adolescência e ele é um faz – tudo que vai consertar sua casa. Ele é engraçado, romântico, bonito e inteligente. Logo começamos a perceber o porque de ter atraído duas mulheres tão incríveis quanto Suzana e Katie.

_ O que você está lendo? – perguntei, sentindo-me constrangida, talvez um pouco assustada, e querendo puxar papo.
_ Duas coisas... Moby Dick – disse ele, exibindo um exemplar. _ E ‘Pescar truta na América’. Caso eu não pegue a baleia, já tenho um plano B.” Pág. 57
E desde o começo da gravidez ao complicado e arriscado parto de Nicolas, nos vemos perdidamente apaixonados pela criança. Tanto que eu, particularmente, me peguei pensando que no futuro, adoraria um filho tão dócil. James Patterson, escreve maravilhosamente bem. Constrói fatos, personagens e cenas de modo a colocar toda a sua alma nas páginas. É incrível, arrebatador, fantástico! Quase me faltam elogios para expressar meus sentimentos em relação à obra. O final é triste, de certa forma desolador, ao menos para nossos protagonistas centrais. Mas foi uma experiência incrível, é um livro que irá ficar comigo para sempre.

Capa: 5
Enredo: 5
Desenvolvimento da história: 5





Kate Willians
KATE_WILLIANS Uma blogueira aquariana que ama escrever e ler de tudo, adora The Vampire Diaries e é mais desastrada que um pato. Sonha em ser jornalista e está tentando publicar seu primeiro livro.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.