Book Tour Duplo - Resenha #01 - O Portal

Boom dia Drunk Lovers! Estão curtindo o domingão? Espero que sim hein! Nos últimos dias muita correria mas semana que vem eu prometo me organizar! Hoje trago a resenha de O Portal da Eliane Raye, o segundo livro do nosso Book Tour duplo, leiam com atenção e não deixem de comentar. Beijinhos!









O Portal – Eliane Raye


Sinopse: Elizabeth Macwood achou que sua vinda ao Brasil seria uma experiência tranqüila e cheia de novas descobertas. Certo dia, ao acordar, surpreende-se com três inscrições desconhecidas gravadas nas suas costas.
Cercada de indagações, Elizabeth se une a novos amigos na busca de respostas que, gradualmente, geram novas situações assustadoreas, levando Elizabeth a desconfiar de todas à sua volta. A única pessoa em quem realmente confiava, seu namorado Steve, desaparece de forma misteriosa em Nova York, sem deixar vestígios.

Resenha por Kate: Um romance exótico. Está é a descrição que mais faz jus á obra de Eliane Raye. O Portal nos traz uma história leve, bem escrita e muito bem estruturada.
Elizabeth Macwood, ou apenas Lizzie é uma jovem comum – filha de pais ricos – ela costumava não ter grandes complicações em sua vida. Para ela, as únicas situações inusitadas eram apenas relacionadas á Steve – seu namorado - e suas teorias malucas. Entretanto numa viagem com o pai – Robert – ao Rio de Janeiro, Lizzie passa a questionar o verdadeiro significado de sua vida e das pessoas quais ama, ao ser marcada nas costas em uma noite da qual não se lembra muita coisa. Mistérios passam então a inundar a vida da jovem de aventuras e situações arriscadas.

“... Resolveu ir para o Central Park e passou o resto da tarde lembrando-se de sua vida, de como tudo começou e agora terminava. Desejou matar Rachel, abraçar Rachel, pedir perdão, fugir, pular no lago, tirar a roupa, viajar no tempo, sumir. Mas nada aconteceu, a não ser a revolução dentro do peito, que o fez perder a hora e voltar para casa só quando a noite desceu sobre seus ombros.” Pág. 61

Os personagens, como a própria sinopse salienta, são marcantes e charmosos. A principio, O Portal conta a história não só de Lizzie mas de Rachel e Robert – seus pais – sobre seu casamento difícil e a vida que partilharam a dois até que Rachel se viu, apaixonada por um homem ‘bem’ mais novo. E como a maioria dos livros desse gênero, na atualidade, há um triangulo amoroso; entre Lizzie, Steve – que se mantém ausente grande parte do livro – e Leonardo. Embora eu tenha achado o laço de Lizzie com Steve um pouco fraco demais para que ela se propusesse a tantos desafios por ele, é algo interessante para acompanhar.

“_Amanhã seria perfeito. Será que você poderia aparecer na janela, pelo menos para mandar-me um beijo?
...
_Você não tem jeito Marcello!
_Meu único jeito é você, Lizzie.” Pág. 104

Apesar de meu gosto peculiar pelos ‘vilões e bad boys’ não consegui gostar do italiano; Marcello. Foi o único personagem, que a meu ver, ficou um pouco forçado. O sotaque, apelidos e tudo mais... Eu desconfiei de seu verdadeiro papel em O Portal logo de inicio. Então foi um aspecto, que não me agradou muito. Fora isso a leitura flui agradável e rápida. Eliane Raye é uma autora competente, sem dúvidas. Ela usa do romance e suspense em doses exatas, de forma a deixar tudo bem mais interessante.

Capa: 4
Enredo: 5
Desenvolvimento da história: 4







Kate Willians
KATE_WILLIANS Uma blogueira aquariana que ama escrever e ler de tudo, adora The Vampire Diaries e é mais desastrada que um pato. Sonha em ser jornalista e está tentando publicar seu primeiro livro.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.