Projeto As Fanfics do Momento no Drunk Culture

Hoje é domingo, dia de estrearmos esse super projeto aqui no Drunk que visa interagir ainda mais com os diversos tipos de literatura. Terça feira estamos ai com mais um feriado e eu darei a equipe um descanso então amanhã e depois nada de posts aqui no Drunk mas isso não quer dizer que não quero ver todos participando loucamente do sorteio hein?! Porque eu quero e em breve eu estarei trazendo mais um super sorteio e terá direito á chance extra quem participou do anterior. Então vamos ao que interessa, hoje a resenha escolhida foi de CSWS da Dana Rocha, feita pela Michs. 



Resenha: Fiction CSWS (The Maine, em andamento), por Dana Rocha. Sob o domínio do All Time Fics;


Arizona, High School, armários no corredor, e uma vida de adolescente americano são alguns dos fatores que estão presentes em CSWS.
Volte ao começo de tudo, escute Give me Anything, The Way We Talk, escolha seu preferido e comece a ler a fiction de Dana Rocha, onde a adolescência dos Maines é o foco.
Na fiction, Dana trás a tona a adolescência dos cinco garotos do Arizona, onde para cada um há uma menina. Fácil em dizer? Não tão simples assim. Para colocar um pouco mais de trama a historia, os cinco são vistos como os losers da escola apaixonados pelas populares.
Para cada um há sua principal característica.
No caso da O’Callaghan, ela foca o romance proibido da leitora com John. Onde os dois vivem uma paixão escondida dos demais, mas mesmo assim com o mesmo teor de sentimentos e paixão. Com a Brock o caso é diferente, Kennedy faz da vida de sua amada uma grande aventura ao conseguir irrita-la apenas com uma musica dedicada a mesma. Ele sabe o ponto fraco da garota e não emde esforços para arriscar em contrariá-la e deixar a trama mais divertida. A garota que é Monaco passa por uma contradição consigo mesma ao tentar evitar ao máximo seu passado com o guitarrista, onde esta e Jared enfrentam entre eles as irônicas e as brigas diárias, ciúmes e muitas trocas de olhares. Com a Kirch o lance é totalmente o oposto, Pat é primo da garota de John, e este é aceito de forma mais passível pelas outras meninas, a historia de Patrick com sua amada não é igual as brigas Monaco e as ironias Brock, para a Kirch essa historia é mais calma e passiva assim como quem é Kirch sabe como nosso baterista é. Por fim, para as Nickelsen há uma grande característica: o amor e a turnura de Garrett para com ela. A garota do baixista mais fofo do Arizona namora o valentão e popular cara da escola, onde este é o limite para que haja maior proximidade entre o baixista e a garota. Por sua vez, a Nickelsen – vizinha do próprio Garrett – passa por cima disso e se aproxima cada vez mais do garoto, causando assim a surpresa de todos. 
O que todos não esperavam era que a nova e tão comnetada banda da cidade “The Maine” fosse composta pelos caras que sofrem a maioria dos julgamentos da escola.
Barreiras sociais, popularidade, amor, ironia, proibição, encontros escondidos e olhares calados são os componentes essenciais para que CSWS ganhasse tanto destaque.
Volte ao passado, foque no seu preferido, escolha sua trilha sonora e deixe que a fic de Dana descreva como seria ser a única amada do seu Maine, passando por cima das barreiras impostas por todos, mas sempre com um toque de aventura e diversão para deixar o Arizona ainda mais – se possível – apreciado. Não pode parar, não vai parar, você deve estar sonhando!







Entrevista com a autora Dana Rocha

 Estamos inaugurando esse projeto aqui no Drunk e ninguém melhor para abrir essa categoria que a Dana a autora de CSWS. E então Dana, pode me dizer, como se sente ao estrelar esse novo projeto? 
 Dana: Surpresa haha e privilegiada, claro :3 


O que as leitoras costumam dizer de sua fanfic nos comentários?
Dana: As gurias super me mimam, fico rindo feito besta KDJSALKJDS E me cobram att e momentos delas com seus faves como loucas, mas eu gosto, faz com que eu me dedique mais e mais.


CSWS está sendo publicada no ATF e merecidamente está ganhando essa resenha aqui também, ou seja, sua fanfics estão ganhando popularidade também em outros sites, isso já aconteceu antes? Isso a surpreendeu?
Dana: Eu já vi o pessoal falando de CSWS em alguns sites por aí e sempre fico feliz. Quando as pessoas elogiam o que eu faço, sinto que cumpri meu dever de fazer bem feito, porque sou extremamente perfeccionista. 


 Como surgiu a idéia para criá-la? [A Fanfic]
Dana: Eu ficava imaginando os guys no colegial e não sei porque, nunca achei que eles tivessem cara de populares. Ai pensei: como eles deviam agir com as garotas? E booom! A idéia principal estava ai: os guys, losers, que não se davam bem com o resto do pessoal e amantes da música. Pra dar um enredo mais interessante, as garotas seriam as mais populares. Aos poucos a ideia amadureceu, até estar assim como vocês podem ver.  


 Você costuma se basear em alguém na hora de descrever seus personagens? Quem e porquê?
Dana: Para os garotos tentei faze-los meio do jeito que eles são, meio como imagino eles e meio como ficaria legal na fic. Para as meninas, tentei me basear no jeitinho das garotas que eu conheço. Tipo, pensei em todas as Ohhs' pra fazer a mina dele e etc. A Nickelsen tem bastante de mim também. 


 Conte-nos Dana, há mais fanfics suas por ai? Fale mais sobre elas =)
Dana: Tem algumas sim, todas no ATF e a maioria de The Maine hihi No momento tenho 3 em andamento: CSWS, Amor e Poder e Fresh Blood. Essas duas últimas são restritas. Amor e Poder fala sobre uma mulher, filha de um dos chefões da máfia, que se apaixona por seu inimigo mortal e tem que lidar com uma situação extremamente delicada. Fresh Blood é nova, fala sobre um investigador criminal amargurado e desconfiado que enfrenta problemas ao lidar com seu trabalho mais dificil. Tem outra que eu gosto muito, Santa Claus Project, uma fic natalina que foca numa garota patricinha que é forçada a trabalhar num projeto social.      


 Já havia ouvido falar de nosso Blog? O que achou dessa iniciativa?
Dana: Não conhecia, mas passei bastante tempo explorando-o haha Achei legal mesmo, desde os projetos até as resenhas, vai para os meus favoritos :3 E vários livros que eu vi aqui vão pra minha listinha haha 


Mande um recado para todas as leitoras que acompanharam sua entrevista até o fim!
Dana: De novo só tenho a agradecer por todo o carinho e dedicação que vocês sempre tiveram comigo e com minhas fics e dizer que me esforço todo dia pra melhorar mais por e para vocês. Muito obrigada mesmo garotas! 




E então Drunk Lovers, o que acharam? Você autora ou leitora, quer ver a sua Fanfic aqui? Mande-nos um E-mail.


Já está participando de nosso sorteio? Saiba mais aqui!


1 comentários:

  1. Nossa, há quanto tempo eu não escrevo ou leio uma fic ): Sinto muita saudade disso! Adorei a resenha, com certeza seria o tipo de fic que eu leria, haha

    xx carol

    ResponderExcluir

Comente! Sua opinião é muito importante para nós.