Paralisação do blog, é o fim!




Eu achei que este dia ainda demoraria e muito para chegar, mas a vida é uma caixinha de surpresas e nunca sabemos o quanto as coisas podem mudar, até que as mudanças de fato acontecem. O blog ficou sem atualizações na última semana, porque eu queria pensar a respeito. Ver se era isso mesmo que eu queria e sim, acho que não há muito mais a ser dito. O blog irá encerrar as suas atividades. Chega um momento da vida em que devemos estabelecer prioridades na nossa vida e eu precisei escolher entre coisas que eram realmente importantes para mim, antes de tomar essa decisão. Acontece que comecei a faculdade com a qual eu tanto sonhei e ao contrário do que eu pensava, ela vai consumir um pouco mais do meu tempo, também estou fazendo curso de inglês e na etapa final e definitiva. Daqui há dois meses irei fazer um intensivo - depois de cinco anos de curso - para passar no exame de proficiência internacional, então lá se vão mais algumas horas semanais de estudo, estou trabalhando como freela e ainda há também e mais importante, a minha carreira de escritora que foi totalmente deixada de lado, para que eu pudesse dar conta do blog, o que não foi muito legal porque eu quero ser escritora. Sempre quis. É o sonho da minha vida e eu estou caminhando para isso. Não sobraria tempo para mim fazer nada, se eu não tivesse tomado esta decisão. Tenho uma lista de leituras obrigatórias da faculdade, trabalhos... é, a vida como adulto não é nada fácil. Espero que você s compreendam. Já enviei os prêmios de todos que tinham ganhado promoções no blog, por isso, estou com a conta limpa e pronta para começar uma nova fase. Não irei sumir totalmente, sempre que tiver um tempinho, irei escrever no blog 'Menina Atitude' da minha amiga Carol e para os fãs do Bob, não irei deixar de atualizar o Instagram com fotos dele, aliás me sigam também. É isso gente, obrigada por tudo, pela força tarefa em nos ajudar e por ter estado conosco por tanto tempo. Amei trabalhar para vocês! Desejo muito sucesso à todos. E não irei tirar o site do ar, então se quiserem acessar posts antigos, fiquem a vontade.

Sinceramente,
Kate W.

MOVIES FOR FUN: Lição de amor - Baseado no livro 'Desculpa se te chamo de amor' de Federico Moccia



Quando resolvi me aventurar em mais uma adaptação cinematográfica de outro livro do Federico Moccia ainda não tinha ideia de que além de autor, ele também é o diretor do filme Lição de Amor, baseado no seu livro Desculpa Se Te Chamo de Amor. É claro que em uma situação como essa, se espera que o filme seja razoavelmente fiel ao livro, mas fui surpreendida por um filme extremamente parecido com a obra. Sei que é pouco usual mas desta vez eu gostei muito mais do filme do que do livro. E apesar do assunto principal ser a diferença de idade entre os personagens, senti que no filme, a tentativa do diretor -  o próprio autor do livro -, foi deixar a história mais leve e divertida.


O autor conseguiu inserir boa parte do livro no filme e como eu já havia dito na minha resenha, o livro traz muitas citações e ditados de autores, filósofos e de algumas músicas, mas ao invés de utilizar as mesmas citações do livro no contexto, o autor simplesmente utilizou novas citações, principalmente sobre o amor; adaptando em uma narrativa diferente mas tão apaixonante quanto a original.


Como eu já tinha descrito na resenha do livro (link da resenha) Niki e Alessandro se conhecem em um acidente de trânsito e acabam se apaixonando, o que não teria nada demais, a não ser pelo fato de que Alessandro é 20 anos mais velho que Niki. Apesar da questão em si ser delicada, o roteiro do filme deixou a estória bem mais divertida e acho que o fato de ter assistido o filme legendado com o áudio original em italiano me deixou bem mais romântica, já que eu considero o italiano uma língua apaixonante.


Minha experiência com o cinema italiano se resume ao filme 'A Vida é Bela', ou seja, nula, então não conhecia os atores que dão vida  aos protagonistas, mas minha simpatia foi imediata. Principalmente com o gatíssimo Raoul Bova que deu vida ao Alex, que conseguiu me convencer que era um noivo abandonado tentando não se envolver com uma menina tão jovem.



O mesmo é valido para a trilha sonora, não conhecia nada além de Andrea Bocelli e Laura Pausini – que é minha diva – e me apaixonei, inclusive no livro, eu destaquei alguns trechos com nomes de cantores italianos para buscar na internet e apreciar mais tarde.
De forma geral, apesar do livro ser mais um romance com drama, o filme como comédia romântica atingiu seu objetivo, me diverti enquanto me apaixonava. Vale a pena a 1 hora e 40 minutos de filme.





Tem 27 anos, é formada em hotelaria e é aquariana em todos os sentidos. Apaixonada por livros, julga-os pela capa e adora uma boa promoção. Também gosta de filmes de todos os gêneros, principalmente terror. Adora assistir séries de TV junto com o maridão e música boa, apesar de não entender muito de música.

RESENHA: Convergente - Veronica Roth (pode conter Spoilers)



Ai gente, o que posso dizer? Eu amo esta série. Veronica Roth acabou comigo em 'Convergente' e eu estou pensando nisso até agora. Para mim, Tris sempre será uma das melhores protagonistas de ficção, minha musa. Ela consegue ser corajosa, inteligente, cautelosa e meiga e tudo isso ao mesmo tempo. Fica difícil não gostar de alguém que o tempo todo se mostra capaz de acertar, mas também, capaz de errar como qualquer outro ser humano. Ela é uma heroína sim, mas nem um pouco invencível. Ela quebra a cara, se machuca, perde pessoas que ama e se sacrifica por elas também, e foi isto que me fez amá-la. Tris é incrível e a certeza que fica após a conclusão desta leitura é a de que eu sempre irei me lembrar dela. Divergente foi a trilogia que marcou a minha vida.


Em 'Convergente' vemos um mundo ainda mais destruído pelas consequências das facções. Evelyn, mãe de Tobias e também líder dos 'sem facção', literalmente tomou o poder da cidade e agora o que ela almeja, é fazer com que todos se tornem seus subordinados e esqueçam o velho sistema de facções. No entanto, nem todos concordam com isto e a história já começa com o julgamento daqueles que Evelyn julga 'traidores'. Tris está entre eles. Afinal, foi ela quem revelou a verdade à todos sobre o que há do outro lado do muro. Foi ela quem instalou o caos e fez todos questionarem a verdadeira essência de suas facções.


Mas nem todos concordam com isto e logo surgem rebeldes dispostos a tomar o poder e restaurar o sistema de facções. Os 'Leais'. Na liderança do grupo se encontram Johanna - antiga lider da Amizade - e Cara, irmã de Will e que antes pertencia à Erudição e juntas elas conseguem unir cada vez mais pessoas dispostas a tomar seu partido. Uma das missões dos Leais, consiste em enviar um grupo para fora do muro, para descobrir e possivelmente ajudar aqueles que precisam, informando-os depois para que possam ir também. Este grupo seria; Tris, Tobias, Christina, Peter, Uriah e Tory e os mesmos embarcam nesta missão extremamente esperançosos.


Ao contrário do que sempre acreditaram, do outro lado não haviam pessoas doentes, mutiladas e nem mesmo zumbis mas sim um 'Departamento' cujo objetivo era curar uma sociedade geneticamente danificada. Acontece que há muitos anos atrás, o governo e seus cientistas, cedentos pelo controle da humanidade, acreditou que alterando os danos genéticos dos seres humanos; tirando a violência daqueles que a exerciam e lhe dando paz, dando inteligência à aqueles que eram mais ingênuos e coragem aos covardes, fosse criar uma geração melhor e mais instável. Acontece que a situação toda saiu do controle e os danos foram extremamente graves. Afinal, ao dar a inteligencia às pessoas, você também dava a elas a vaidade e o egoísmo, ao dar a coragem, você também tirava o senso de auto piedade e ao dar a franqueza, tirava delas a sensibilidade... O tiro saiu pela culatra e uma grande guerra aconteceu. Os que eram geneticamente puros contra os que eram geneticamente danificados. Assim surgiu a ideia de instalar os experimentos, ou seja, de colocar estas pessoas em uma cidade e isolá-las lá. Reprogramá-las para que se esquecessem de tudo e dar a elas o sistema de facções para controlá-las.


Os nossos heróis descobrem que tudo em que acreditavam sobre as facções, era mentira e agora eles irão precisar decidir entre 'deixá-los reprogramar a cidade onde viveram e corrigir aqueles que os cercaram durante anos, tirando deles as suas memórias' ou impedi-los. Muitas perdas aconteceram no caminho e umas tantas foram deixadas no ar. Convergente é de longe o melhor fim de série que já tive o prazer de ler.

Sem contar é claro, que o leitor terá muiiiiitas surpresas ao longo da leitura. Não irei contar mais, afinal, creio que vocês devem descobrir por conta própria. Nota dez, em todos os sentidos. Mais do que recomendado!

P.S: As imagens são minhas portanto qualquer reprodução sem os créditos, será denunciada.

Comprinhas, presentes e recebidos de fevereiro!



Booom dia galera, como é que vocês estão? Espero que maravilhosamente bem e que também tenham descansado bastante neste fim de semana. Hoje é dia de vídeo novo por aqui e eu vim trazer as melhores comprinhas, presentes e recebidos do mês de fevereiro. Espero que gostem e não se esqueçam de deixar comentários dizendo o que acharam! Super beijo :*


Gostaram? Espero que sim! Fiquem sempre de olho nos próximos vídeos do Drunk e se inscrevam no nosso canal!

RESENHA: A última carta de amor - Jojo Moyes



A Última Carta de Amor foi minha primeira experiência com a autora Jojo Moyes, mas só agora resolvi fazer resenha, pois quando li esse livro ainda não escrevia para o blog. Mas esse é um daqueles que certamente merecem uma resenha.
A primeira coisa a se notar sobre os livros da autora são as capas, sempre fofas.
A segunda questão é que para muitas pessoas um mesmo livro narrado por 2 personagens ou que se passa em duas épocas diferentes pode gerar algum grau de confusão, como A Menina Que Roubava Livros, por exemplo, mas se você persistir na leitura e tiver paciência, vai perceber que  na maioria dos casos o livro acaba valendo a pena e no caso desse livro o quanto pode ser romântico e doce.


O livro vai nos contar a história de Jennifer, que em 1960 acorda em um hospital após um acidente de carro e sem se lembrar do seu passado. Quando ela vai para casa com o marido, que parece ser muito amável ela descobre cartas de amor endereçadas a ela assinadas apenas por "B" e descobre que está vivendo um romance fora do casamento. 40 anos depois Ellie encontra uma dessas cartas nos arquivos do jornal em que trabalha e decide investigar quem são essas pessoas do passado e se elas conseguiram seu final feliz. O livro basicamente intercalando as descobertas de Jennifer e a lembrança do seu passado com a busca de Ellie no presente que vive um relacionamento com homem casado, então as cartas de amor parecem motivá-la a ir mais a fundo nessa busca. E ao invés de uma história de amor, você tem duas.


Você passa a conviver com Jennifer e suas decisões sobre as descobertas pós-acidente e fica se perguntando se talvez não tenha sido melhor perder a memória e tentar um novo começo com o marido ou arriscar tudo sem saber onde chegar esperando encontrar o amor da sua vida no fim desse mistério. Enquanto no presente Ellie vai juntando pistas para escrever uma matéria para o jornal e vivendo seu próprio drama pessoal com esse homem que ela ama, mas não parece disposto a abandonar tudo por ela. E você passa a torcer para que Ellie perceba o quanto ela merece um futuro melhor do que está sendo oferecido a ela nesse momento.


Como eu disse antes, os capítulos podem ser um pouco confusos, mas o livro realmente vale a pena. E na minha opinião, até agora a autora tem nos oferecido livros encantadores, mesmo que nem todos os seus livros terminem com o final esperado pelo leitor.

Por favor, comentem, deixem suas opiniões e sugestões.


Tem 27 anos, é formada em hotelaria e é aquariana em todos os sentidos. Apaixonada por livros, julga-os pela capa e adora uma boa promoção. Também gosta de filmes de todos os gêneros, principalmente terror. Adora assistir séries de TV junto com o maridão e música boa, apesar de não entender muito de música.

Diário de Viagem: Carnaval em Bom Jardim - MG: ÚLTIMO DIA!



Boooom dia pessoal, como é que vocês estão? Hoje é o último dia em que postarei/ falarei sobre a viagem que fiz à Bom Jardim de Minas. Em vários posts que foram ao ar nesta semana, dei dicas bem bacanas para vocês, contei como foi a viagem e tudo mais e hoje é o nosso encerramento. Gravei um vlog bem legal do último dia que passei lá e espero do fundo do meu coração que vocês gostem. Está sendo muito especial para mim, poder compartilhar tudo com vocês!


Gostaram? Espero que sim! Fiquem sempre de olho nos próximos vídeos do Drunk e se inscrevam no nosso canal!